Mobilidade

Specialized revela duas novas bicicletas urbanas com assistência elétrica

As novas bicicletas Specialized da gama Turbo e-Bike Active Vado e Como são um excelente incentivo a deixar o carro na garagem

O convite surgiu de forma irresistível. A ideia seria ir até Madrid e, aproveitando o dia sem carros (22 setembro), poder fazer um passeio nas ruas da capital espanhola, conduzindo os novos modelos de bicicleta com assistência elétrica da Specialized (gama Turbo e-Bike Active).

Primeiro ponto importante é este pormenor “assistência”. É que ainda antes de falar dos modelos que pude conduzir, convém desde já explicar que a Specialized aposta em modelos que têm uma bateria para auxiliar a marcha, mas terás sempre que pedalar.

A chegada a Madrid foi brindada com chuva e as ruas estavam pejadas de manifestações de ativistas da mobilidade e clima. Na verdade, ao mesmo tempo, não pareciam despejadas de carros. E o que importou isso? Nada. Mas vamos à experiência!

É verdade que seria um dia sem carros apenas na nossa animada comitiva. Mas, ainda assim há que referir que Madrid é uma cidade onde é possível passar em zonas exclusivamente a veículos não poluentes e, por isso mesmo, é uma cidade ótima para a experiência.

As cidades deviam todas apostar em mais zonas pedonais e cicláveis... mas isso fica para outra reportagem.

Um novo foco

A Specialized sempre teve muito focada na competição, mas como referiu Nelson Risso, diretor de marketing para a península ibérica: “estamos a viver uma alteração de comportamentos. Estamos finalmente a devolver as cidades às pessoas e nesse contexto entra a bicicleta.”

Desde há algum tempo que a marca americana quer trazer o conhecimento e tecnologia para as pessoas que querem um meio de transporte para a mobilidade urbana.

"Por isso os novos lançamentos da Specialized trazem engenharia de topo acessível a utilizadores urbanos, cada vez mais ativos e exigentes." - conclui o responsável da marca

Modelos elétricos e ativos

As bicicletas Turbo Vado e Turbo Como são e-Bike com um desenho urbano, que apela à evasão, e, até de certa forma simples, mas muito cómodo. A estética é aliás um ponto positivo dos novos modelos.

Logo à primeira vista salto um aspeto importante.

A Specialized investiu na integração da tecnologia de forma a ser um elemento também diferenciador. A bateria surge integrada na bicicleta, e pode levar para o escritório (até por questões de segurança se assim quiser) ou carregar em casa.

Depois há ainda a integração com o motor elétrico. Ou seja, estes modelos não tem o motor ou bateria visíveis. E isto denota um cuidado especial na conceção de todo o projeto. Depois um olhar mais pormenorizado leva a outro elemento muito positivo.

A geometria foi toda pensada para o conforto. A Vado tem um tubo superior rebaixado, o que facilita a entrada e saída da bicicleta. A suspensão dianteira está pensada e equilibrada para conforto, tal como a presença de um pneu mais largo. Na traseira, importante, o porta-bagagens com luz LED integrada.

A Como é ainda mais confortável, com posição mais elevada, mais de passeio se é possível catalogá-la assim. Tem apenas um monotubo e muito mais espaço de entrada, diria perfeita até para usar com capa e vestido...

"Para além disso, na Como esta é ainda uma vantagem que permite que o utilizador esteja sentado e ter os pés no chão. Muito útil por exemplo se tiver que parar num semáforo." - refere Nelson Risso

Eletrónica no comando

Uma das novidades é o TCD (Turbo Connect Display), um monitor digital integrado que permite aceder a várias informações sobre a nossa atividade. Pode ser configurado através da aplicação especifica da marca, Mission Control.

É no TCD que podemos monitorizar os quilómetros que fazemos, autonomia da bateria, índices de esforço, entre outros. Na verdade, pode ser completamente personalizado com os botões que tem na lateral, se não tiver programado de forma remota.

Por falar em esforço, existem três níveis de assistência, escaláveis de acordo com a necessidade do momento: Eco, Sport e Turbo. Do mais “relaxado” ao mais “potente”, define o nível de assistência que o motor fornece. Claro, tal como em um carro elétrico. Quanto mais Eco… mais quilómetros poderá fazer com assistência elétrica. Quanto mais Turbo… já percebeste… De qualquer forma para ficares com números, avanço que é possível ter até 195 km de assistência antes de precisares voltar a carregar.

Com as mãos no guiador

A Specialized tem muita expetativa para este mercado, porque a bicicleta urbana (para pessoas “active”) é uma bicicleta pensada para todo o tipo de utilização.

E se o objetivo é trazer para o maior numero de pessoas possível uma mobilidade urbana elétrica, tecnológica e de qualidade a aposta está ganha.

A minha experiência com a Turbo Vado durou cerca de 3 horas, com um almoço leve pelo meio. Madrid é uma cidade "ciclável" mas longe de ter a capacidade de escoamento de bicicletas, que vemos em algumas cidades nórdicas ou dos Países Baixos.

O que mais impressiona na Vado é a leveza e simplicidade. Rapidamente ganha-se confiança e ainda mais rapidamente se aprende a dosear esforço. A imagem com as calças de ganga e ténis do dia a dia é mesmo um exemplo da nova forma de vivermos o meio urbano.

A assistência elétrica entra em ação logo no momento em que se começa a pedalar. Notei de imediato que correspondia à força com que pedalava. Quando abusei o sistema ignorou-me. Pronto, depois vi que passavam por mim, pedalei com mais vigor e “voilá” eis uma ajuda preciosa. Tudo muito suave. Optei por pedalar quase sempre no modo Sport e dei por mim quase a ignorar que tinha ali um aliado energético.

No final, explica-se porque razão chamei “passeio” e não um “teste” com as novas Specialized Turbo e-Bikes. É que de repente dei por mim a conduzir à chuva, em estradas com inclinação diversa e sempre com um sorriso na face. 

Para saberes preços e toda a gama acede a Specialized.

 

(Noticia originalmente publicada a 27 de setembro)

Continuar a ler
Home
Elétrico, radical e inovador, conhece este fantástico triciclo
Preço de gasóleo e gasolina volta a descer amanhã
E-bike analisa o nível de poluição no ar enquanto pedalas