Mobilidade

Carris Metropolitana arranca no verão com 820 linhas e 3 tipos de bilhetes

Novo sistema de transportes irá servir Área Metropolitana de Lisboa e implicou investimento de 1,2 mil milhões de euros

Para celebrar o terceiro ano do navegante, que se celebra hoje, dia 1 de abril, o Governo lançou oficialmente a Carris Metropolitana, a nova empresa de transportes que vai operar na Área Metropolitana de Lisboa, num evento que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa.

A Carris Metropolitana vai entrar em funcionamento em duas fases, uma a 1 de junho e outra a 1 de julho, dependendo da área de circulação, e surge com mais carreiras e percursos e apresenta autocarros mais eficientes e ambientalmente sustentáveis. Será composta por 820 linhas rodoviárias que servirão aproximadamente 2,8 milhões de potenciais utilizadores.

Com o surgimento deste novo sistema, 902 tipologias de bilhetes desaparecerem e são substituídas por três novas tipologias. Carlos Humberto, primeiro-secretário metropolitano, explicou à Lusa que como os operadores, como a Vimeca ou a Transportes Sul do Tejo, desaparecem, também os bilhetes associados a estas empresas deixam de estar disponíveis.

Para a criação desta nova empresa, foi feito um investimento de cerca de 1,2 mil milhões de euros realizado com a operação da Carris Metropolitana. Para além da criação de mais linhas, as melhorias a implementar terão ainda em consideração uma integração tecnológica e um planeamento e ajustamento do serviço às necessidades existentes.

Será também feita a renovação e qualificação da frota, com uma diminuição da idade média dos autocarros de 15 anos para menos de um ano e a inclusão de uma cota de veículos não poluentes e energeticamente eficientes, com medidas de eco-condução.

Circulação na Área Metropolitana de Lisboa

Em termos de circulação de transportes, a Área Metropolitana de Lisboa ficou dividida em quatro áreas:

  • área 1, composta por 133 linhas, engloba as carreiras dos municípios da Amadora, Oeiras e Sintra, e intermunicipais de ligação a Lisboa e Cascais;
  • área 2 corresponde aos municípios de Mafra, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira e terá 218 linhas
  • área 3 inclui a Almada, Seixal e Sesimbra e terá 116 linhas;
  • área 4 corresponde os municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal e prevê 111 linhas.

Para as áreas 1, 2 e 3 a nova bilhética entra em funcionamento no dia 1 de julho, enquanto a área 4 entra dia 1 de junho.

(Vídeo: Carris Metropolitana; fotomontagem: Vwalakte/Freepik e captura Carris Metropolitana; fotos: captura do vídeo e Unsplash)

Continuar a ler
Home
Petróleo russo afinal pode ainda não ser alvo de embargo na União Europeia
A diferença que pode fazer uma tampa na garrafa. Vê aqui o projeto da Coca-Cola
Saga de filme de ação automóvel "Velocidade Furiosa 10" em Portugal