Mobilidade

Abastecimento móvel de hidrogénio? Para tratores já existe!

A descarbonização da indústria é obrigatória para se conseguir pegada neutra de carbono em todos os produtos
Texto
Trator e reabastecedor móvel a hidrogénio JCB (foto: divulgação)
Trator e reabastecedor móvel a hidrogénio JCB (foto: divulgação)

Carros, barcos e aviões a hidrogénio? Nada disso, a JCB, depois de apresentar a primeira retroescavadora mundial a hidrogénio, revela agora um reabastecedor móvel que abastece os veículos em poucos minutos.

Se estás a ver isto apenas na perspetiva da indústria, pensa no potencial que a solução pode representar para todo o universo da mobilidade e também da indústria alimentar. Sim, porque se queres ter comida mais sustentável à mesa, não podes ter um trator com motor a gasóleo na apanha da fruta, já que não é algo muito sustentável num futuro que queremos mais descarbonizado.

trator hidrogénio - away
As soluções atuais obrigam a máquina a ir a um local abastecer (foto: divulgação)

A JCB está a investir mais de 100 milhões de libras (cerca de 112,6 milhões de euros) num projeto que pretende produzir supereficientes máquinas industriais e agrícolas que possam apresentar características ímpares de descarbonização da atividade.

trator hidrogénio - away
Reabastecedor móvel de hidrogénio da JCB (foto: divulgação)

Em 2021, na COP26, em Glasgow, Escócia, apresentou a primeira retroescavadora com motorização a hidrogénio e no final de 2022 revelou um módulo reabastecedor que poderá andar pelas obras ou zonas de construção e abastecer os veículos com hidrogénio sempre que necessário.

Dados da empresa inglesa revelam que 97% dos veículos industriais deste tipo têm formas de ser reabastecidos nos locais onde operam para não perderem tempo em deslocações fora da zona de intervenção.

Este reabastecedor móvel é importante para a indústria pois permite em poucos minutos renovar a autonomia de serviço da unidade abastecida.

trator hidrogénio - away
A primeira retroescavadora com motor a hidrogénio foi apresentada na COP26 (foto: divulgação)

A JCB tem mais de 75 anos de atividade e já produziu mais de 750 mil motores desde 2004 nas unidades de Derbyshire (Reino Unido) e Nova Deli (Índia), e os responsáveis afirmam que estão empenhados na conversão dos motores de combustão para soluções que possam permitir energia limpa quando em ação.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa