Mobilidade

Novo SUV iX5 a hidrogénio da BMW arrasa em testes na neve. Vê aqui o vídeo

Construtor alemão tem estado a submeter o SUV elétrico a testes em estrada com temperaturas de -20 graus Celsius
Texto

A BMW confirmou a produção de uma quantidade limitada do modelo iX5 Hydrogen para o final desde ano. O modelo de motorização elétrica que recorre à tecnologia de pilhas de combustível tem estado a ser testado sob rigorosas condições climatéricas no complexo de testes do grupo BMW situado em Arjeplog, no norte da Suécia.

O objetivo do construtor alemão é fornecer mais uma alternativa de mobilidade livre de emissões, pelo que, para além do desenvolvimento de um automóvel movido a hidrogénio, a empresa assume o compromisso de ajudar a expandir a rede de estações de abastecimento deste componente.

O iX5 Hydrogen está atualmente a ser submetido a um exigente programa de testes de inverno, que incluem a circulação em estradas públicas e no centro de testes da marca. A validação do sistema fuel cell, dos tanques de hidrogénio e da potência de pico da bateria, a par da unidade central de controlo do veículo, têm sido os pontos a merecer especial atenção por parte da equipa de engenheiros que conduz os testes.

Do programa de ensaios que está a ser levado a cabo perto do Círculo Polar Ártico ficou, para já, a certeza de que o hidrogénio, enquanto opção adicional de mobilidade isenta de emissões de C02, também pode ser usada para proporcionar o mesmo prazer de condução, conforto e desempenho face a uma motorização a combustão, com as óbvias vantagens do ponto de vista ambiental e sem quaisquer restrições, mesmo sob temperaturas negativas.

Estes testes, realizados em condições extremas, mostram que o BMW iX5 Hydrogen é capaz de fornecer um ótimo desempenho até em temperaturas de -20°C, sendo uma alternativa viável a um veículo elétrico alimentado por baterias.

Sobre o BMW iX5 Hydrogen em concreto, combina a tecnologia de célula de combustível com um motor elétrico de quinta geração.

A célula converte o hidrogénio (armazenado em dois tanques de 700 bar) em energia elétrica, gerando uma potência de 125 kW/170 cv, que pode chegar a um máximo de 275 kW/374 cv, através da energia armazenada numa bateria. Esta é carregada ou através da recuperação de energia ou a partir da célula de combustível.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro