Mobilidade

Greve dos comboios está a afetar-te? Podes trocar o bilhete

Adesão à greve elevada está a paralisar grande parte dos comboios que deveriam circular esta segunda-feira
Greve na CP (Foto: Nuno Mourão/Flickr)
Greve na CP (Foto: Nuno Mourão/Flickr)

Esta segunda-feira, dia 16 de maio, os trabalhados da CP – Comboios de Portugal estão em greve por 24 horas e o serviço está praticamente parados. Apesar de a greve terminar as 24h, há a possibilidade de se sentirem os impactos da paralisação no dia 17 de maio. 

À Lusa, a Federação de Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans), referiu que a circulação ferroviária de norte a sul do país estava praticamente paralisada, com apenas alguns comboios de longo curso, que estão nos serviços mínimos, a circular (confere quais são neste link). Dos comboios em serviço, alguns estão a circular com atraso.

De acordo com a Fectrans, às 8h40, a adesão rondava os 95%. A CP também fez um balanço, referindo que entre as 00h e as 12h, registaram-se 520 supressões, cerca de 93% dos comboios programados, que seriam 558.

Estação de S. Bento (foto: Estela Silva/Lusa)

Se já tinhas bilhete adquirido para um comboio Alfa Pendular, Intercidades, Internacional, InterRegional ou Regional e este foi suprimido, podes pedir o reembolso do valor da viagem ou trocar o bilhete para outro dia. Para tal deves fazer o pedido até 10 dias depois da data da greve no site da CP ou numa bilheteira.

A greve que ocorre por 24 horas tem como objetivo reivindicar aumentos salariais de 90 euros para todos os trabalhadores.

Apesar de a paralisação ocorrer entre as 00h e as 24 horas de dia 16 de maio, esta abrangeu também os trabalhadores que iniciaram o seu período de trabalho no domingo ou que iniciem o seu período de trabalho nas últimas horas de hoje e terminem na terça-feira.

Continuar a ler
Home
Conferência dos Oceanos 2022 em Lisboa até 1 de julho
Subida de água no planeta. Vê aqui este projeto de sensibilização em Copenhaga
Estão a aparecer microplásticos em gelo na Antártida