Mobilidade

Novos táxis elétricos argentinos não são bonitos, mas circulam sem emissões

Modelos ultracompactos vão estar disponíveis no mercado na segunda metade de 2023 e podem transportar até três passageiros
Texto

Nesta coisa da estética automóvel é difícil obter consensos, pois as opiniões divergem muito de pessoa para pessoa. Mas no caso dos dois novos modelos elétricos, e por isso não poluentes, criados pela Volt Motors para o serviço de táxi na Argentina, podemos arriscar que o design não é o seu ponto forte.

Baseados no Volt E1, os novos modelos e-taxi I e e-taxi II vão entrar em produção no decurso do primeiro trimestre de 2023 e deverão estar prontos para entrar ao serviço do transporte de passageiros no segundo semestre do mesmo ano.

Os dois automóveis de aspeto (muito!) invulgar foram desenvolvidos pela empresa Volt Motors, sediada em Córdoba, Argentina, e apenas diferem entre si ao nível do formato da carroçaria.

Táxis elétricos da Volt Motors - AWAY
Táxis elétricos da Volt Motors

Com três metros de comprimento, o Volt e-taxi I tem apenas espaço para transportar um condutor e um passageiro. Já o Volt e-taxi II, mais comprido (3,5 m), com teto alto de gosto peculiar e uma ampla porta traseira, tem capacidade para transportar um total de três passageiros

Estão equipados com dois motores no eixo traseiro que oferecem uma potência de 14 kWh (19 cv) e proporcionam 200 km de autonomia. A bateria é de iões de lítio e pode ser carregada até 80 por cento em apenas 30 minutos.

Os dois táxis elétricos da Volt Motors podem circular até um máximo de 105 km/h e, de acordo com a empresa do país das Pampas, permitem poupar até 90 por cento nos custos de operação e manutenção face a veículos movidos a combustíveis fósseis. O custo de percorrer 100 quilómetros equivale ao preço de um café na Argentina, sublinha.

(Fotos: Volt Motors)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa