Mobilidade

Mobilize Duo uma espécie de Renault Twizy disponível por subscrição em 2023

Quadriciclo ultracompacto é destinado a particulares, mas também empresas de carsharing e micromobilidade. Terá uma versão de carga
Texto

Estará disponível na versão de passageiros no final de 2023, mediante subscrição ou aluguer de longa duração, e na versão de carga a partir de 2024. O novo Mobilize Duo é uma espécie de Renault Twizy que se assume como o veículo ideal para a circulação em ambientes citadinos, mas ao contrário deste, vai ter portas.

A comparação com o Twizy não é inocente. Afinal, a Mobilize é a marca de mobilidade e serviços financeiros do grupo Renault e, tal como aquele, também o Duo é um quadriciclo de dimensões muito contidas movido a energia elétrica.

Especialmente concebido para a mobilidade urbana, o Mobilize Duo tem como destinatários consumidores particulares, assim como empresas. O modelo poderá ser usado por profissionais liberais, frotas de empresa, serviços de carsharing ou até operadores de micromobilidade.

Irreverência no conceito e dimensões extremamente reduzidas (2,43 metros de comprimento) fazem do Duo uma opção quase única no universo Renault, onde a urbanidade se expressa a vários níveis. Desde logo a motorização elétrica que permite chegar a qualquer ponto das cidades, mesmo onde há restrição de emissões, e depois, todo o interior, com aquele ‘vibe’ de anos 1980/90 e as múltiplas opções de personalização.

Equipado com duas portas laterais de grandes dimensões que abrem para cima, o Duo está preparado para albergar dois ocupantes e para receber atualizações de software FOTA (Firmware Over The Air). Como é um veículo também pensado para serviços de carsharing é possível aceder-lhe, ou mesmo ligar a ignição, através de smartphone.

Idealizado pelo grupo Renault para ser disponibilizado por subscrição ou aluguer de longa duração, daí a chancela Mobilize, o Duo estará disponível em duas versões – 45 km/h e 80 km/h de velocidade máxima – com 140 km de autonomia. Será produzido com mais de 50% de materiais reciclados e deverá ser 95% reciclável no fim do seu ciclo de vida.

Na versão de carga, batizada de Bento, o lugar do passageiro é substituído por uma caixa fechada para transporte de encomendas.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana