Mobilidade

Desportivo elétrico Lotus Evija Fittipaldi homenageia lenda da Fórmula 1

Edição limitada do hiperdesportivo elétrico com mais de 2000 cavalos de potência e detalhes únicos em preto e dourado
Texto

Vão ser produzidos apenas oito e já estão todos vendidos. A edição especial do hiperdesportivo elétrico Lotus Evija, com a assinatura de Emerson Fittipaldi, celebra os 50 anos da vitória do lendário piloto brasileiro e da equipa britânica no campeonato do mundo de Fórmula 1.

Com a produção do Evija Fittipaldi a Lotus pretende prestar tributo ao que considera ser um dos melhores conjuntos piloto/ carro que a Fórmula 1 já conheceu. Foi em 1972 que o então jovem piloto brasileiro, ao volante do Lotus Type 72, ganhou cinco das 11 corridas da época, o que lhe garantiu o título de Campeão do Mundo de F1 e à Lotus o de construtores.

Lotus Evija Fittipaldi - AWAY
Lotus Evija Fittipaldi

50 anos passados, a devida homenagem é então feita com a produção manual de uma série limitada de apenas oito unidades (tantas quantas o número de exemplares do Type 72 ainda existentes) do Evija, o bilugar elétrico de altas prestações que assim recupera a mítica decoração em preto e dourado da Lotus.

Desenvolvido pelo departamento Lotus Advanced Performance, o Evija Fittipaldi está recheado de pormenores que o tornam único, desde logo a assinatura de Fittipaldi bordada no tablier e o mostrador rotativo no painel de instrumentos central. Foi feito à mão a partir de alumínio original reciclado do Type 72.

Lotus Evija Fittipaldi - AWAY
Lotus Evija Fittipaldi

Mas não só. Ainda no interior deste Evija muito especial encontramos vários elementos a dourado, como as saídas da climatização, as aberturas e costuras dos bancos e os pedais.

No exterior, destacam-se as jantes pretas e douradas, a designação “Emerson Fittipladi” escrita a dourado na lateral do vidro traseiro e os autocolantes aplicados na asa traseira ativa que assinalam cada uma das vitórias do brasileiro de 75 anos no mundial de F1 de 1972.

Quanto a detalhes estéticos e prestações, o Evija Fittipladi debita 1500 kW (2012 cv) de potência, o que faz dele o automóvel de produção em série mais potente do mundo. A aceleração dos 0 aos 100 km/h faz-se em menos de três segundos e os 300 km/h são atingidos em nove segundos.

O também ex-campeão do mundo de F1, Jenson Button, foi um dos primeiros a testar o “monstro elétrico” em pista. Depois da experiência o britânico revelou-se impressionado com o binário e o som produzido pelo Evija Fittipladi.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Tecnologia Nissan e-Power nos novos Qashqai e X-Trail
Vê onde vão estar os radares da PSP em dezembro
Portugal poderá vir a ter produção de hidrogénio verde em Gondomar