Mobilidade

CEO da Toyota não acredita que marca consiga vender apenas elétricos em 2035

Akio Toyoda mostrou-se cético quanto à meta estabelecida pelo estado da Califórnia e prefere deixar a escolha para o consumidor
Texto
Akio Toyoda não quer entrar na 'loucura' dos elétricos
Akio Toyoda não quer entrar na 'loucura' dos elétricos

Um objetivo muito difícil de cumprir. É desta forma que o presidente executivo da Toyota, Akio Toyoda, vê a imposição do estado norte-americano da Califórnia de acabar com a venda de veículos com motores de combustão a partir de 2035.

Ao contrário do que acontece com muitos dos seus concorrentes da indústria automóvel, a Toyota não está interessada em participar no sprint de se tornar uma marca 100 por cento elétrica. Pelo contrário, Akio Toyoda é claro em afirmar que o construtor pretende deixar que sejam os seus clientes a fazer a escolha, pelo que é sua intenção dar-lhes múltiplas opções.

“A Toyota é uma marca que tem todo o tipo de grupos motopropulsores. Não é correto que seja a marca a dizer, ‘este é o produto que deve comprar’”, referiu recentemente Akio Toyoda, citado pela Automotive News.

Toyota bZ4X é o primeiro automóvel 100 por cento elétrico da marca

Para o japonês, não há ainda tanta gente a querer um automóvel 100 por cento elétrico, pelo que considera ser mais acertado continuar a dar aos consumidores o que eles pretendem.

Perante este cenário, Akio Toyoda vê com elevado ceticismo a meta decretada pelo governo da Califórnia para 2035. O presidente executivo daquele que é comumente considerado o maior construtor automóvel do mundo diz, até, que mesmo ter 50 por cento das suas vendas atribuídas a elétricos em 2030 será “extremamente difícil”.

Em contrapartida, Akio Toyoda tem feito ampla propaganda do hidrogénio. A marca que lidera tem, aliás, sido uma das que mais tem insistido na tecnologia, tendo vindo a registar progressos interessantes, não apenas no domínio da mobilidade.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa