Mobilidade

Vendas de automóveis novos na Europa descem 30% em outubro

Stellantis supera Volkswagen e sobe ao primeiro lugar, mas mercado desce mais de 30% em termos homólogos face a 2019 e 2020
Texto
Mercado automóvel na Europa
Mercado automóvel na Europa

De acordo com um relatório da JATO Dynamics, recentemente divulgado, os números de vendas de automóveis novos na Europa, no passado mês de outubro, registaram uma quebra de 30% face ao mesmo mês de 2020, descendo para as 790.652 unidades comercializadas.

Comparando com “um ano normal”, ou seja, confrontando com dados de 2019, a descida é ainda mais acentuada, com 34%.

A principal razão apontada continua a estar relacionada com a escassez de semicondutores, que ainda dá origem a diversos atrasos nas principais linhas de produção um pouco por todo o mundo e supera a crise de confiança do COVID-19.

Ainda assim, nos valores acumulados desde o início do ano, o volume de vendas global de 26 mercados europeus continua a registar uma subida face ao ano anterior (mas 2020 foi manifestamente mau), com um aumento de 2,6% referente a 9,85 milhões de automóveis comercializados. No entanto, a diferença entre os dois anos registada em outubro volta a descer, se comparamos com a subida de sete pontos percentuais verificados em setembro.

A Peugeot com o 2008 e 208 tem fortes impulsionadores de vendas do Grupo Stellantis

Além dos valores registados, as quebras na produção também acabam por influenciar as presenças no topo da tabela de vendas. Segundo os dados da JATO Dynamics, o mês de outubro foi o segundo mês neste século em que o Grupo Volkswagen não esteve na primeira posição, cedendo o lugar, pela primeira vez, ao Grupo Stellantis formado no início do ano.

Também segundo o analista da JATO, os construtores estão a ser forçados a dar prioridade aos seus modelos mais vendidos, usando os poucos semicondutores disponíveis para produzir SUV e automóveis elétricos e deixando para trás o segmento dos familiares e pequenos familiares que foi uma das causas da descida de 42% no volume de vendas do Grupo Volkswagen.

Os mais vendidos

Os automóveis elétricos continuam a aumentar o seu volume de vendas, já representando cerca de 23% do mercado e com um total de 181.300 unidades comercializadas no passado mês de outubro. No topo das preferências continua a estar o Renault Zoe, seguido do Volkswagen ID.3, mas há a registar a chegada de diversos novos modelos neste mês de outubro, tais como o Dacia Spring, o Škoda Enyaq, o Volkswagen ID.4 ou o Fiat 500.

No que diz respeito aos híbridos plug-in, a tabela é liderada pelo Ford Kuga, seguido do Peugeot 3008 e do Volvo XC40, mas os grandes campeões de vendas são o Peugeot 2008 (18.836 unidades), o Renault Clio (14.296 unidades) e o Peugeot 208 (13.888 unidades).

 

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Governo recomenda baixar a velocidade máxima para os 100 km/h
Dinamarca está a substituir comboios Diesel por elétricos
Itália tem primeira residência para estudantes alimentada a hidrogénio