Mobilidade

Bosch inicia produção em massa de novos semicondutores na Europa

A empresa de tecnologia alemã vai dar início, este mês, à produção em massa de novos semicondutores feitos de carboneto de silício
Bosch com produção de semicondutores
Bosch com produção de semicondutores
PUB

Os semicondutores continuam a ser um dos maiores problemas do mundo automóvel, obrigando diversas empresas a ajustar o seu método de trabalho de forma a reagir a estas dificuldades. No caso da Bosch, a aposta iniciada há alguns anos passa pela produção dos seus próprios semicondutores na Europa e de uma forma mais avançada face às soluções que existem atualmente no mercado.

Depois de anos de desenvolvimento e de uma produção de testes desde o início deste ano, chegámos finalmente ao mês em que a Bosch vai dar início à sua produção em massa.

PUB

A utilização do carboneto de silício dará origem a semicondutores mais pequenos, mais poderosos e com um nível de eficiência superior, que serão disponibilizados essencialmente aos construtores de automóveis, um pouco por todo o mundo.

PUB

A introdução de um átomo de carbono na estrutura cristalina de silício ultrapuro, que já é usado atualmente, faz com que esta solução suporte frequências de comutação mais elevadas, o que, na prática, dá origem a semicondutores mais eficientes em termos de temperatura.

PUB

Quando integrados na produção de automóveis, permitem que os sistemas de refrigeração não tenham de ser tão elaborados, tornando cada modelo mais acessível, mas também mais eficiente em termos de consumo energético e, consequentemente, com benefícios na autonomia e no custo final de cada automóvel.

Bosch em novo consórcio de abastecimento de semicondutores

A produção em massa desta nova solução arranca agora oficialmente em dezembro, sendo que as carteiras de pedidos já estão completamente cheias, tal como comenta Harald Kroeger, membro do conselho de administração da Robert Bosch GmbH.

Kroeger refere ainda que “o futuro dos semicondutores de carboneto de silício é brilhante” e que a Bosch se quer tornar numa empresa global líder na produção de chips de SiC para a eletromobilidade. Para isso, as instalações da Bosch na Alemanha, na cidade de Reutlingen, têm estado a ser expandidas com o objetivo de chegar a um volume na ordem das centenas de milhões

Ao mesmo tempo, a marca está a desenvolver a segunda geração deste tipo de semicondutores, ainda mais eficientes, e que deverão iniciar a sua produção no próximo ano, já com um processo de fabrico que permite produzir ainda mais unidades em simultâneo.

PUB

(Fotos: divulgação)

Continuar a ler
Home
Dias negros para quem precisa de abastecer. Combustíveis vão subir
Inspeção às motas à espera do novo governo
Devo comprar um carro elétrico? Prós e contras!