Mobilidade

Califórnia vai apoiar com 6,1 mil milhões de dólares investimentos em veículos elétricos

O governador da Califórnia (EUA), Gavin Newsom, anunciou ainda um total de 22,5 mil milhões de dólares para combater a crise climática
Texto
Gavin Newsom, Governador da Califórnia, EUA (Foto: Frederic J. Brown/Getty Images)
Gavin Newsom, Governador da Califórnia, EUA (Foto: Frederic J. Brown/Getty Images)

O estado da Califórnia no Estados Unidos tem à frente um forte defensor do combate às alterações climáticas e isso parece ter um forte reflexo nas politicas que agora foram reforçadas.

Ex-Presidente da Câmara de São Francisco, o democrata Gavin Newsom, eleito em 2019 como governador da Califórnia, revelou no início da semana, um impressionante orçamento para 2022 para o mais populoso estado norte-americano: são 286,4 mil milhões de dólares (cerca de 250 mil milhões de euros). Este valor é mais do dobro do orçamento de estado português, previsto (e chumbado) para 2022, o que atesta a “grandeza económica” da Califórnia.

A Califórnia tem sido fortemente afetada por incêndios florestais e a Baía de São Francisco tem tido problemas com poluição e qualidade do ar. Não é por isso de admirar que surja alocado um valor de 22,5 mil milhões de dólares (cerca de 19,7 mil milhões de euros) para a proteção ambiental e combate à crise climática. 

Mas o mais impressionante do orçamento do estado californiano para 2022 é mesmo a parcela de 6,1 mil milhões de dólares (aproximadamente 5,3 mil milhões de euros) para apoiar investimentos no setor dos veículos elétricos.

Os mais distraídos até podem pensar que a Tesla poderá ser uma das empresas mais beneficiada com estes apoios, mas os mais atentos recordam-se que a empresa de Elon Musk, apesar de manter a sua maior gigafábrica em Fremont na Baía de São Francisco, passou a sede fiscal para o estado do Texas…

Este apoio é particularmente importante quando estão a nascer várias start-up na área da mobilidade elétrica e quando existem inúmeros projetos que visam apoiar a transição energética.

Este apoio não é apenas importante para o estado norte-americano mas sim para todo o mercado mundial de veículos elétricos. Se as empresas, ainda que sediadas ou a operar maioritariamente na Califórnia tiverem mais apoios, irá, com certeza existir maior crescimento e desenvolvimento de tecnologia que todos poderão vir a beneficiar muito para além de "apenas" no solarengo estado democrata.

Curiosidade: Dados da Visual Capitalist revelam que em 2020, a Califórnia (Honda Civic) e a Florida (Toyota Corolla) foram os únicos dois estados norte-americanos onde o primeiro lugar de vendas automóveis (a nível nacional: Ford Truck F150) não eram ocupados por um SUV ou “truck” (as vulgarmente designadas “pick-up” no resto do mundo).

 

 

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco