Mobilidade

Ford leva uma Transit disfarçada de veículo autónomo para testes no porto de Londres

Programa de investigação de condução autónoma da Ford quer compreender como veículos autónomos podem beneficiar processos já existentes

A Ford esteve a realizar um teste com o uso de um veículo de condução autónoma que, afinal, tinha um condutor a bordo. A iniciativa teve lugar no DP World London Gateway, complexo da empresa especializada em logística e operações de terminais portuários, integrado no porto de Londres, Inglaterra, e faz parte do programa de investigação de condução autónoma da Ford, concebido para ajudar as empresas a compreenderem como os veículos autónomos poderiam beneficiar a sua atividade.

Acima de tudo, o programa que o construtor americano está a desenvolver pretende identificar novas oportunidades e modelos para operações de veículos autónomos. Em particular, o objetivo passa por compreender como os processos existentes e as interações humanas podem funcionar em conjunto com os veículos autónomos.

Para o teste realizado no DP World London Gateway, a Ford utilizou uma Transit especialmente equipada para simular o aspeto de um veículo de condução autónoma, mas que afinal tinha um condutor escondido no interior.

Os funcionários do edifício de receção da empresa foram incentivados a colocar encomendas em cacifos seguros na zona de carga da Transit. Em horários de entrega estabelecidos, esta viajava para o outro edifício, a 3,5 km de distância, para que os colegas de lá pudessem recuperar as encomendas.

Todo o processo foi acompanhado por uma equipa de investigadores, assim como a realização de entrevistas com os participantes, antes, durante e depois do teste.

Concluiu-se que os funcionários rapidamente se sentiram à vontade para utilizar a Transit especialmente equipada e que alguns revelaram algum engenho em ultrapassar as dificuldades intencionalmente introduzidas pelos investigadores, tais como os pacotes errados a serem guardados nos cacifos errados.

Continuamos a trabalhar em estreita colaboração com os nossos clientes para aprender como estes veículos podem beneficiar os seus negócios e é emocionante ver em primeira mão o impacto que isto pode ter numa variedade de locais. O que funcionou tão bem nas instalações da DP World poderia igualmente ser benéfico nas universidades, aeroportos e instalações fabris”, sublinhou Richard Balch, diretor da área de veículos e mobilidade da Ford of Europe.

(Fotos: divulgação)

Continuar a ler
Home
Elétrico, radical e inovador, conhece este fantástico triciclo
Preço de gasóleo e gasolina volta a descer amanhã
E-bike analisa o nível de poluição no ar enquanto pedalas