Mobilidade

China vai regulamentar veículos autónomos para transporte de passageiros

Legislação para robotáxis irá garantir que estes circulem em cenários controlados, com pouco trânsito
Texto
O robotáxi da Baidu/BAIC já está em testes
O robotáxi da Baidu/BAIC já está em testes

A China está a preparar a legislação para a condução autónoma para transporte de passageiros no país, e o Ministério dos Transportes acredita que a adoção deve ser feita com cuidado.

No projeto de consulta pública, o ministério refere que pretende incentivar a utilização de veículos autónomos de passageiros, como táxis, em cenários controlados, ou seja, em zonas com pouco trânsito. O ministério destaca que a prioridade será sempre a segurança.

Tanto a China como os Estados Unidos têm autorizado a utilização de veículos autónomos para transporte de carga e de passageiros, desde que sejam cumpridas algumas restrições que variam de local para local.

No país americano, no Arizona, há empresas de camiões a operar veículos sem condutores humanos, e, na Califórnia, o robotáxi da General Motors começou a cobrar pelo transporte de passageiros em viagens sem condutor em junho deste ano.

Na China, o fenómeno de robotáxis também se começa a alastrar e, em Pequim, Xangai e Shenzhen, as empresas Baidu e Pony.ai operam táxis autónomos em algumas zonas restritas. De acordo com a Reuters, este serviço autónomo vai chegar a novas cidades chinesas muito em breve. 

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
TAP encomenda dezenas de BMW enquanto recebe dinheiro do estado
Benfica vs PSG condiciona trânsito em Lisboa. Vê aqui tudo
Comboio de alta velocidade a hidrogénio arranca em Espanha em 2023