Mobilidade

Carro novo: Comprar, renting ou leasing?

Se és daqueles que valorizas ter um carro zero quilómetros tens mesmo de equacionar qual a melhor forma de não perderes dinheiro.
Texto
Comprar carro (Foto: @senivpetro/Freepik)
Comprar carro (Foto: @senivpetro/Freepik)

Decidiste que queres ter um carro novo. Mas assim que te dão a chave para a mão o teu carro passa a ser usado e tens de imediato uma desvalorização que pode ir até aos 40% em apenas cinco anos. O que fazer então? Comprar, efetuar um renting ou um leasing?

Se é daqueles que valoriza ter um carro zero quilómetros tem mesmo de equacionar qual a melhor forma de não perder dinheiro.

Primeiro tens de decidir mesmo se vale a pena comprar gasolina, gasóleo ou elétrico em função do perfil de condutor e necessidades. Seja qual for a tua escolha deves optar pela solução que possa ser mais amiga do ambiente. Depois disso. É fazer contas. Vamos ajudar.

comprar carro - away
Comprar carro (Foto: @senivpetro/Freepik)

Comprar um carro a pronto ou a crédito?

Chegas ao stand tens o dinheiro na mão e o vendedor tenta cativar-te para um crédito onde o valor final do carro sai mais barato do que pagando a pronto! Não aches isso estranho, pode mesmo acontecer.

O que se passa é que para um stand, grande parte do negócio passa pelos créditos e serviços associados (como manutenção e outros) e não propriamente pela venda por si só. Ter o dinheiro na mão nem sempre é fator chave para ter um desconto maior.

comprar carro - away
Investe algum tempo para saber todas as condições (Foto: A. Shkraba/Pexels)

Crédito no stand ou no banco?

Se a tua opção for a compra a primeira vantagem é que o carro fica com o registo de propriedade em teu nome, ainda que possa ficar condicionado a favor do banco até o acabares de pagar claro.

Se optares por esta via o melhor será começares pelo banco e tentar ver qual a melhor taxa de juro. Não é ponto assente que aquilo que o concessionário te oferece seja melhor do que o teu gestor de conta possa ter para propor e vice-versa.

Mas atenção, com as taxas de juro a subirem vê bem que tipo de crédito e que tipo de taxa (crescente ou não) te estão a propor.

O registo de propriedade fica em nome do banco até pagares o carro e tem em atenção porque, em muitos casos, se quiseres amortizar a divida antes do final podes ter de pagar os juros e não compensar.

Leasing, pode então ser uma solução?

Nos contratos de leasing o carro não é teu. Na verdade, é como se arrendasses o carro como podes fazer com uma casa. Mas há uma diferença significativa. É que poderás ter opção de compra no final do contrato e esse valor deverá estar definido logo à partida. Mas atenção se chegares ao final do contrato sem dizer mais nada, o carro não é teu… é da locadora.

A vantagem do leasing reside no facto de pagares menos de mensalidade porque as taxas de juro são, normalmente, mais baixas que um crédito pessoal.

No leasing há ainda uma infinidade de soluções que podes fazer à tua medida. Flexibilidade em termos de anos de contrato, valor de entrada e até de valor residual. Se não quiseres mesmo ficar com o carro no final do contrato de leasing não terás problemas e até podes deixar que fique escrito um valor residual superalto. Se quiseres ficar com o carro, retém que o valor residual é o valor pelo qual te comprometes a comprar o carro à locadora. O valor está definido desde início.

comprar tesla - away
Há incentivos para a compra de carros elétricos (fotomontagem)

Por isso, cuidado, vê bem o que está escrito. Tem a certeza que essa opção (compra no final) é uma opção que depende apenas de ti e não do término de contrato.

Outra vantagem do leasing é na grande parte dos contratos poderes desistir a qualquer altura. Sim, ficas sem carro, mas sim, ficas sem a mensalidade e podes comprar o passe sem pensar em mais despesas. Num crédito… tens de pagar para terminar o negócio. Claro, que isto pode não ser bem assim e podem existir penalizações (normalmente existe fixo o valor para término de contrato), mas é possível terminar em qualquer altura.

Renting, aqui o carro não é suposto ficar para ti

O renting é uma solução de arrendamento temporária que implica que não pretendes ficar com o carro para ti. A grande vantagem do renting é que todas as despesas como manutenção, seguros, impostos e outros são da responsabilidade da empresa de renting (está “incluído”, embora seja necessário verificar o que é que de facto está incluído).

No renting escolhes o número de kms por ano versus número de anos de vigência do contrato. Se ultrapassares pagas o excedente, se ficares abaixo (em alguns casos) até recebes um reembolso.

Durante o contrato, pagas as prestações e no final podes apenas e só entregar o carro sem nada mais ou se assim quiseres até renegociar o renting prolongado o contrato deste ou tendo um novo veículo.

comprar carro - AWAY
Por vezes as rent-a-car também tem veículos semi-novos para venda (foto: Hertz)

Para quem não quer ser “proprietário” e pretende evitar complicações e/ou despesas em carros esta pode ser uma solução a ponderar. Mas nem tudo é perfeito…

Com os juros novamente a flutuar podem surgir contratos sem prestação fixa. Cuidado porque isso pode alterar significativamente o valor que pagas mensalmente. Ganhas se o juro baixar, mas pode perder (e muito) se o juro subir.

Convém mesmo ter cuidado com os quilómetros que julgas fazer. A penalização por superar o número estabelecido é em muitos casos um peso considerável a pagar.

Seguros e manutenção

O seguro de um leasing é normalmente mais elevado porque exigem seguro mais completos (não querem o carro no final com mazelas que não o possam vender).

Se o carro for teu, através de um crédito no banco por exemplo, podes (em alguns casos) negociar o seguro com quem quiseres (outros bancos exigem seguros com “eles”). O seguro de um renting está incluído na sua prestação e normalmente o valor negociado já inclui tudo inclusive carro de substituição o que é uma mais valia.

comprar carro - away
Pesquisa e obtém opinião de amigos antes de decidires

A manutenção está incluída no renting e pode ser incluída em um leasing. Na verdade até já há marcas que a “oferecem” mesmo na compra. Mas cuidado com o que te oferecem, porque só se comprares o carro é que podes optar por ir à oficina que quiseres, no renting és obrigado a respeitar o contrato (se disser que é rede de oficinas X… terás de respeitar).

Faz todas as contas e escolhe bem antes de dizer sim.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Barco à vela produzido com algas e plástico reciclado inspira o futuro
Comer carne ou ser vegan? Qual a dieta com menos emissões de carbono?
Limitar o aquecimento global a 1,5ºC parece tarefa impossível diz novo estudo