Mobilidade

Volkswagen anuncia recall de mais de 100 mil carros por risco de incêndio

O grupo Volkswagen terá chamar à oficina 100 mil veículos híbridos plug-in
Volkswagen Golf GTE - Plug-in híbrido
Volkswagen Golf GTE - Plug-in híbrido

De acordo com notícias da Reuters, confirmadas por fontes da própria marca na Alemanha, o Grupo Volkswagen irá ter de proceder a um “recall” ou chamada a oficina para intervenção de segurança em mais de 100 mil veículos híbridos plug-in em todo o mundo.

Cerca de 42.300 proprietários de modelos Volkswagen Passat, Golf, Tiguan e Arteon, bem como 24.400 proprietários de veículos Audi serão chamados. Alguns veículos das marcas Seat e Skoda também estarão entre aqueles que necessitam intervenção.

O risco de incêndio é exclusivo de alguns modelos híbridos plug-in, ou seja, que utilizam o motor de combustão convencional em conjunto com um gerador elétrico, carregado por uma bateria de alimentação externa.

É de assinalar que não afeta todos os veículos, apenas algumas unidades já identificadas que, alegadamente, não têm a bateria suficientemente isolada, referiu um porta-voz da marca em declarações à Reuters, hoje, dia 31 de março.

A notícia foi primeiro avançada pelo jornal alemão Bild que citou o regulador alemão KBA que afirmou “há um aperto inadequado da tampa do motor que pode em alguns casos levar ao contato com peças quentes e, posteriormente, a incêndio”.

De acordo com o Bild, houve apenas 16 casos de problemas já reportados na Alemanha.

Até ao momento ainda não temos qualquer indicação se existem automóveis vendidos em Portugal que possam estar afetados por este problema, com eventual necessidade de recall. A AWAY já contactou o importador nacional e aguarda informações.

Continuar a ler
Home
Petróleo russo afinal pode ainda não ser alvo de embargo na União Europeia
A diferença que pode fazer uma tampa na garrafa. Vê aqui o projeto da Coca-Cola
Saga de filme de ação automóvel "Velocidade Furiosa 10" em Portugal