Mobilidade

Greve impede horário prolongado do Metro de Lisboa em noite de Santo António

Trabalhadores do Metro de Lisboa decidiram manter pré-aviso de greve ao trabalho suplementar e eventos especiais em junho
Metropolitano de Lisboa
Metropolitano de Lisboa

Ao contrário do que tem acontecido quase todos os anos, o Metropolitano de Lisboa não deverá funcionar no prolongamento de horário na madrugada de 13 de junho, noite de Santo António. Isto acontece devido à greve dos trabalhadores ao trabalho suplementar e eventos especiais durante o mês de junho.

De acordo com a Lusa, na noite de Santo António, as linhas Verde e Azul passam a ter o horário prolongado devido às festas populares, deixando de fechar às 01h, como é habitual.

Em declarações à Lusa, Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), explicou que os trabalhadores do Metro de Lisboa decidiram manter o pré-aviso de greve ao trabalho suplementar e aos eventos especiais durante o mês de junho, o que abrange a noite da festa.

Foi também apresentado um pré-aviso de greve de 24 horas para 26 de junho.

De acordo com a sindicalista, o Metro de Lisboa encontra-se com falta de trabalhadores na área operacional. Como tal, a 27 de maio, a administração da empresa comprometeu-se a reduzir a oferta do serviço para não sobrecarregar mais o horário dos funcionários, adiantaram, na altura, os sindicatos representativos dos trabalhadores.

Ainda em maio, o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, que tutela os transportes urbanos, admitiu que o Metropolitano de Lisboa precisa de mais trabalhadores e disse que até ao final do mês de junho seriam iniciados os procedimentos para essas contratações.

(Fotos: D.R.)

Continuar a ler
Home
Combustíveis: gasóleo vai finalmente descer na próxima segunda-feira
Supervan desportiva de entregas rápidas com 1.470 kW
Carros elétricos usados. Uma boa opção? O que ter em conta?