Mobilidade

5 razões que tornam o hidrogénio a melhor solução de descarbonização na aviação

A startup alemã H2Fly revela quais as cinco razões pelas quais acredita no hidrogénio como combustível de futuro
Texto

A empresa alemã H2Fly está a preparar um conjunto de modelos movidos a hidrogénio com que pretende contribuir para a renovação do conceito das viagens aéreas sustentáveis.

Modelos com 15 lugares de dupla asa fixa ou quatro a seis lugares, como, táxi aéreos eVTOL (capazes de aterrar e levantar de forma vertical), poderão ser muito procurados pelo mercado dentro de quatro a cinco anos. Ciente disso a empresa está empenhada em apresentar aeronaves comercializáveis movidas a hidrogénio muito em breve.

O hidrogénio é apresentado como a melhor solução, para todo o nível de procura que se prevê existir, até porque a alimentação elétrica irá exigir muito das sobrecarregadas redes de distribuição.

Porque é que o hidrogénio pode ser a melhor solução?

  • Zero emissões se usar hidrogénio verde
  • Mais seguro do que a utilização do querosene e outros combustíveis sintéticos
  • Economicamente mais viável para um maior número de países
  • Baixo ruído de funcionamento
  • Permite maior autonomia para companhias regionais

O projeto da H2Fly

A empresa com sede em Estugarda, na Alemanha, demonstrou pela primeira vez o potencial da sua aeronave em 2020. O avião experimental HY4 (no vídeo de abertura) que possui um motor com 130 kW com propulsão alimentada a hidrogénio, já realizou mais de 76 voos, sempre com duração entre uma a duas horas.

Formada por cinco engenheiros ex-funcionários do Centro Aeroespacial Alemão, a H2Fly, já converteu inclusive uma réplica de um Dornier 328, de 1990, para funcionar a hidrogénio, como forma de testar o conceito. A H2Fly tem trabalhado insistentemente no desenvolvimento de soluções para o futuro.

Com mais de uma década de desenvolvimento, a empresa poderá estar prestes a comercializar uma aeronave, com capacidade para 4 passageiros, e, que tem potencial para entrar em rotas comerciais até 2.500 quilómetros de autonomia.

O HY4, que se vê no vídeo, não teve como propósito evoluir para um modelo comercial, mas antes servir como laboratório daquilo que a empresa quer apresentar ao mercado dentro de três anos. O hidrogénio pode ser a solução para a mobilidade aérea.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Há um novo microcarro elétrico para a cidade que estica e encolhe
Descobre umas telhas que são na verdade pequenos painéis solares
Descobrimos marcas e lojas sustentáveis em Lisboa à boleia do elétrico 28