Sustentabilidade

Calor e tempo seco põem 10 distritos em alerta amarelo de risco de incêndio

Estado especial de alerta da Proteção Civil estará em vigor até às 23h59 de sábado, 21 de maio
Alerta amarelo para incêndios em 10 distritos (Foto: Pixabay)
Alerta amarelo para incêndios em 10 distritos (Foto: Pixabay)

Devido ao risco de incêndio, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) colocou dez distritos portugueses em alerta amarelo. Este é o terceiro grau mais grave e representa um risco de gravidade moderada.

O estado especial de alerta foi declarado nos distritos da Guarda, Viseu, Vila Real, Castelo Branco, Portalegre, Évora, Santarém, Beja e Faro e entrou em vigor às 00h de sexta-feira, prolongando-se até as 23h59 de sábado, 21 de maio.

Há ainda alguns concelhos das regiões do interior Centro e Norte, Alto Alentejo e Algarve onde o risco de incêndio é máximo.

Num briefing à comunicação social, o adjunto nacional de operações na ANEPC Sérgio Trindade referiu que a Proteção Civil agravou o estado de alerta por estarem previstas condições de humidade relativa baixa, vento moderado a forte e trovoadas secas, que podem provocar ocorrência e ignições extraordinárias, ao mesmo tempo que dificultam as operações de combate aos incêndios.

Para combater possíveis incidentes, desde domingo, o Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais (DECIR) reforçou os meios, estando no terreno cerca de 9600 operacionais e 37 meios aéreos.

O adjunto nacional de operações na ANEPC deixou ainda o pedido à população para evitar comportamentos de risco em espaços florestais, lembrando que as queimas e queimadas só podem ser feitas com autorização dos municípios.

Continuar a ler
Home
Conferência dos Oceanos 2022 em Lisboa até 1 de julho
Subida de água no planeta. Vê aqui este projeto de sensibilização em Copenhaga
Estão a aparecer microplásticos em gelo na Antártida