Mobilidade

Veículo elétrico Mustang Mach-E reforça polícia americana do Michigan

Construtor está a testar um modelo baseado no Mustang Mach-E ao serviço da polícia estadual do Michigan. No futuro, poderá vir a desenvolver elétricos especificamente para forças policiais
PUB

A Ford está comprometida em aplicar a propulsão elétrica a todo o tipo de veículos, nos quais se incluem também os automóveis operados pelas forças de segurança.

O construtor com sede em Dearborn, Estados Unidos, está a realizar um investimento superior a 30 mil milhões de dólares, até 2025, no sentido de dotar a sua gama de mais propostas elétricas, mas não pretende ficar pelos veículos destinados ao utilizador comum.

PUB

O construtor tem planos para dotar as polícias americanas de automóveis totalmente elétricos, desenvolvidos propositadamente para o efeito. Até que tal seja uma realidade, vai, para já, realizando testes com o modelo elétrico que se tem revelado um sucesso de vendas, o Mustang Mach-E.

PUB
Vê também: Mustang Mach-E é triplo recordista
PUB

O objetivo, nesta fase, é demonstrar que um veículo com motorização alimentada a bateria está apto a oferecer um bom desempenho, ao mesmo tempo que está preparado para fazer face às exigentes tarefas do que compreende o patrulhamento policial.

Foi colocada apenas uma unidade piloto em circulação, ao serviço da polícia estadual do Michigan, como forma de avaliar se a aquisição de automóveis elétricos por parte desta unidade policial pode ser uma realidade já a partir do próximo ano.

PUB

Em paralelo, a Ford irá aproveitar esta fase de testes para obter dados que lhe permitam explorar a possibilidade de criar uma linha de produção de veículos elétricos, especificamente concebidos para forças de segurança. Der acordo com o construtor americano, o interesse destas pelos modelos de propulsão elétrica tem crescido a nível global.

Continuar a ler
Home
Cidades
Conhece aqui o vencedor do Prémio Gulbenkian para a Humanidade
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2