Energia

Parque de energia solar da Lego terá árvores e zonas recreativas

Empresa de brinquedos Lego quer avançar com a construção de uma central de energia solar na Dinamarca
Texto
Parque solar da Lego (foto: Lego)
Parque solar da Lego (foto: Lego)

Os brinquedos Lego fizeram (e fazem) parte da infância de muita gente. Agora podem tornar-se ainda mais sustentáveis. O grupo dinamarquês quer descarbonizar as suas operações e pretende construir um parque de energia solar para alimentar as suas operações na sede, na Dinamarca.

Depois de ter instalado painéis solares fotovoltaicos na sede em Billund, na Dinamarca, em 2019, o grupo Lego anunciou que pretende construir uma central solar com capacidade entre 80MW e 100MW.

O objetivo é cobrir as necessidades energéticas do edifício, o equivalente ao consumo de 20 mil habitações dinamarquesas.

Sede da Lego - AWAY
Sede da Lego em Billund, na Dinamarca (foto: Lego)

Caso a unidade avance, deverá ficar pronta em 2026. O projeto, mais do que a instalação dos painéis solares, prevê a plantação de novas árvores na área circundante e a criação de trilhos e zonas recreativas para que as crianças possam aprender sobre a importância de preservar a natureza.

Em comunicado, a Lego salienta que o design da central solar e do parque verde será definido com o apoio da comunidade local para que o processo seja inclusivo e transparente.

O grupo Lego quer aumentar a produção de energia solar em todas as suas localizações no mundo. O ano passado, anunciou que as fábricas do Vietnam e dos Estados Unidos vão ter parques solares e que vai investir numa central solar de 4MW próximo do Campus Kornmarken, na Dinamarca.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Estes painéis solares de cor terracota são discretos e quase desaparecem no telhado
Primavera sem andorinhas? Número destas aves está em declínio
Sabes como guardar sobras de conservas, abacate ou tofu?