Mobilidade

Há 25 novos táxis Toyota Mirai a hidrogénio em Hamburgo

Dentro de 3 anos em Hamburgo só existirão novas licenças a veículos de transporte 100% carbono zero
Texto

Mobilidade sustentável e prova de vitalidade da solução automóvel com recurso ao hidrogénio como fonte de energia preferencial. É assim mesmo que se apresentam os 25 novos táxis Toyota Mirai na frota da Best Taxi a operar em Hamburgo.

A cidade do norte da Alemanha tem um dos maiores portos marítimos do mundo (onde operam rebocadores a hidrogénio), mas em terra já anunciou que a partir de 2025 não emitirá mais licenças de operadores de transporte de passageiros a empresas que não tenham frotas 100% livres de emissões.

toyota mirai - away
Toyota Mirai Táxi (foto: Toyota Germany/DR)

A tecnologia fuel cell dos Toyota Mirai surge como uma opção natural devido ao reduzido tempo de carregamento e autonomia alargada (algo que até já está a ser experimentado inclusive em veículos de mercadorias). Emissões? Zero. Apenas água!

A ambição da cidade é elevada quando neste momento apenas 12 por cento dos táxis a operar na região cumprem com o requisito emissões zero, mas os responsáveis locais estão apostados em inverter essa situação.

toyota mirai - away
Em 2019 a Toyota colocou vários Mirai ao serviço da DRIVR em Copenhaga (foto: Mikal Schlosser/Toyota/DR)

A Best Taxi já tem 40 veículos elétricos em operação na cidade e avançou para o Toyota Mirai a hidrogénio porque já existem infraestruturas de carregamento suficientes na cidade (ao contrário de países como Portugal que não tem estruturas públicas de abastecimento...).

Em 2019 a operadora DRIVR colocou mais de uma dezena de Toyota Mirai a hidrogénio da primeira geração ao serviço em Copenhaga, Dinamarca

A segunda geração do Toyota Mirai possui um motor de 130 kW (182 cavalos) de potência, tem uma autonomia estimada de 650 quilómetros e consome 0,8 Kg hidrogénio/100 km, o que o torna extremamente eficiente.

toyota mirai - away
Toyota Mirai em posto de abastecimento hidrogénio (foto: GP Joule/Toyota/DR)

Em um posto de abastecimento de 700 bar (regular) o novo Toyota Mirai atesta o depósito em pouco mais de 5 minutos. De acordo com o ciclo WLTP a Toyota garante 0 g/km de emissões de dióxido de carbono (CO2), ou seja, livre de emissões de poluentes em circulação.

E se dúvidas há que a solução de transporte de passageiros com recurso a hidrogénio ganha espaço na Alemanha, a portuguesa CaetanoBus ainda recentemente assinou um acordo de fornecimento de 60 autocarros elétricos a hidrogénio para a maior transportadora alemã, a Deutsche Bahn.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana, de 15 a 21 de abril
Mais uma marca chinesa em Portugal. XPeng chega já este ano
Robotáxi elétrico da Hyundai passou no exame de condução… mesmo sem condutor