Mobilidade

Este pode bem ser o barco mais sustentável do mundo

Projeto Energy Observer pretende testar tecnologias de energias verdes para incentivar a transição
Texto

Chama-se Energy Observer e é um barco autossuficiente que navega pelos quatro cantos do mundo movido a energia solar, eólica e hidroelétrica e a hidrogénio. No entanto, não foi criado para ser uma embarcação de lazer, mas sim para alertar para a importância das energias verdes para o mundo.

Este grande catamarã começou por ser um barco para competição, tendo em 2013 sido transformado num laboratório para a transição ecológica pelas mãos de Victorien Eussard, um oficial da marinha mercante, e por uma equipa que o apoiou.

Barco Energy Observer - AWAY
Barco Energy Observer move-se a renováveis (foto: Energy Observer Productions/Antoine Drancey)

Nasceu assim o projeto que desde então tem viajado por todo o lado, de Lisboa a Valência, passando por Singapura e Veneza, graças à energia solar que alimenta baterias, ao hidrogénio, ao vento e à energia hidroelétrica. 

O Energy Observer é uma verdadeira ode às energias renováveis e ao ambiente. Coberto por painéis solares, a embarcação transforma a água do mar em hidrogénio.

Barco Energy Observer - AWAY
Barco está coberto de painéis solares (foto: Energy Observer Productions/George Conty)

Na embarcação, é possível armazenar até 63 kg de hidrogénio, o que garante 1MWh de eletricidade, o equivalente à usada por uma casa de quatro pessoas durante um mês de dez meses.

O hidrogénio a bordo apenas é usado quando as baterias previamente carregadas ficam vazias, o vento não empurra e o sol não brilha. Nessa altura, a tecnologia fuel cell transforma o elemento químico em eletricidade para garantir autonomia.

Barco Energy Observer - AWAY
Energy Observer produz hidrogénio (foto: Energy Observer Productions/Agathe Roullin)

Outra tecnologia que se pode encontrar neste catamarã são as OceanWings, um sistema de propulsores que ajuda a melhorar a produção de energia hidroelétrica a partir da corrente do oceano.

No vídeo em baixo, podes ver como é que todas as tecnologias de energia funcionam no Energy Observer (vídeo em inglês):

Por ser um laboratório para a transição ecológica, todas as tecnologias a bordo do Energy Observer têm de ser replicáveis e adaptáveis para poderem ser acessíveis um dia a qualquer pessoa.

O Energy Observer inicialmente era apenas um barco, mas desenvolveu-se e agora é também o nome da organização que desenvolve novas tecnologias para a transição energética. Entre os projetos da Energy Observer está a vila itinerante que promove o uso de hidrogénio.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa
Radares de velocidade da PSP. Onde vão estar no mês de julho
Ligações de comboio a partir de Lisboa entre as piores da Europa