Energia

Maior avião a hidrogénio do mundo fez primeiro voo com sucesso

ZeroAvia completou com sucesso o primeiro voo com um avião de dois motores, um deles elétrico a hidrogénio
Texto
Avião a hidrogénio ZeroAvia (foto: divulgação)
Avião a hidrogénio ZeroAvia (foto: divulgação)

O hidrogénio tem conquistado a mobilidade e continua a dar que falar nos céus. A ZeroAvia, uma empresa inglesa de aeronaves mais sustentáveis, anunciou que completou com sucesso o primeiro voo com o maior avião do mundo movido a hidrogénio.

O avião em questão foi o Dornier 228 de 19 lugares que foi alterado para ter na asa esquerda o protótipo de motor elétrico a hidrogénio. Na asa direita, tinha um motor dito normal.

O motor elétrico a hidrogénio era composto por duas pilhas células de combustível e um pack de baterias de lítio que garantiram suporte tanto na descolagem como durante o voo. Os lugares da aeronave foram retirados para dar lugar aos tanques de hidrogénio.

O voo decorreu no Reino Unido e durou 10 minutos. Todo o processo de voo decorreu de forma exímia, com a aeronave a hidrogénio a executar o momento de táxi, descolagem, circuito completo e aterragem sem qualquer problema. O avião Dornier 228 a hidrogénio vai ser agora submetido a mais testes.

Avião a hidrogénio ZeroAvia - AWAY
Avião a hidrogénio (foto: divulgação)

Parte do projeto HyFlyer II apoiado pelo governo do Reino Unido, este foi o maior teste de motor até à data executado pela ZeroAvia e permite à empresa avançar com o pedido de certificação da configuração em questão ainda em 2023.

O objetivo da ZeroAvia é desenvolver os motores sem emissões para que possam ser usados em aeronaves de até 90 lugares e começar a operar rotas comerciais com aeronaves a hidrogénio já a partir de 2025.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa