Energia

Alemanha une-se a Portugal, Espanha e França nas ligações de hidrogénio

O primeiro grande corredor de hidrogénio europeu passa a ser um projeto apoiado por quatro países
Texto
Porto de Barcelona (foto: D.Jones/LoopImages/GettyImages)
Porto de Barcelona (foto: D.Jones/LoopImages/GettyImages)

O novo gasoduto ibérico para transporte de hidrogénio e gás para a Europa que juntou Portugal, Espanha e França num projeto conjunto passa a contar também com a Alemanha como parceiro.

As ligações de hidrogénio de Portugal para a Europa deverão ocorrer no âmbito do projeto H2MED que parte do porto de Barcelona (Espanha) para Marselha (França) e o envolvimento alemão surge para apoiar infraestruturas.

gasoduto - away
Gasoduto (foto: Markus Schreiber/AP)

O anúncio da participação alemã foi tornado público hoje, dia 23 de janeiro, por Emmanuel Macron, Presidente francês e confirmado por fontes do governo espanhol.

Com esta participação o projeto de ligações mediterrâneas de hidrogénio H2MED torna-se um verdadeiro hub com potencial de liderar o fornecimento de energia sustentável a toda a Europa.

gasoduto - away
Serão necessárias novas infraestruturas para o hidrogénio nos próximos anos (foto: Arquivo)

O financiamento deste gasoduto deverá contar com cerca de 50% de fundos europeus.

O H2MED terá capacidade para transportar 2 milhões de toneladas anuais de hidrogénio verde entre Barcelona e Marselha e 750 mil toneladas entre Celorico da Beira e Zamora.

Estas quantidades correspondem a 10% do consumo de hidrogénio verde estimado em toda a União Europeia em 2030, o que faria deste projeto o primeiro grande corredor europeu desta energia.

A União Europeia estabeleceu este ano como objetivo para 2030, para reduzir a utilização de gás, o consumo de 20 milhões de toneladas anuais de hidrogénio verde, sendo que 10 milhões deverão ser produzidas dentro do espaço europeu e 10 milhões importadas.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa