Mobilidade

Elon Musk até dançou à saída do primeiro Tesla Model Y da nova fábrica alemã

Mega unidade do construtor americano já começou a produzir a versão Performance para todos os mercados europeus
Texto
Elon Musk a dançar na Gigafábrica Berlim (Foto: Getty Images/Pool)
Elon Musk a dançar na Gigafábrica Berlim (Foto: Getty Images/Pool)

Cumprindo a tradição Elon Musk, CEO da Tesla, dançou durante a entrega do primeiro Model Y a sair da nova Gigafactory Berlin-Brandenburg, fábrica da marca americana recentemente inaugurada na Alemanha.

Este dia pretende assinalar as primeiras 30 unidades do Model Y produzidas na nova unidade da Tesla na Alemanha. Cerca de dois anos após ter iniciado a construção, a fábrica de Berlin-Brandenburg, a primeira do construtor de automóveis elétricos situada na Europa, é também a sua unidade mais avançada, eficiente e sustentável.

Situada nos arredores da capital alemã, a quinta maior fábrica da Tesla é composta por várias unidades de produção, cuja área total perfaz 300 hectares. Aí, o construtor americano irá produzir automóveis, células de bateria, motores elétricos e muitos outros componentes, entre peças em plástico, bancos e eixos.

Quando estiver na sua capacidade máxima, a fábrica de Berlin-Brandenburg irá empregar 120 mil colaboradores e produzir anualmente 500 mil unidades do Model Y e até 50 GWh de baterias. Em termos de capacidade, esta será a maior fábrica de veículos elétricos na Europa.

Da nova unidade irão sair automóveis para todos os mercados europeus nos quais a Tesla está presente. Nesta fase de arranque, 3000 colaboradores dedicam-se a produzir as primeiras unidades do Model Y na versão Performance, o que marca também a introdução desta variante – de características mais desportivas – no velho continente.

Significa, então, que muitos mais trabalhadores se juntarão aos já a laborar na fábrica Berlin-Brandenburg. Das áreas de operações e comercial até à engenharia ou produção de células de bateria, as necessidades são muitas, pelo que haverá um elevado número de contratações até que a nova unidade esteja devidamente capacitada para a produção em pleno.

Os fãs da Tesla já estão ao rubro como se podem ver em várias publicações no Twitter:

Quanto à vertente sustentável, a implantação da fábrica alemã da Tesla foi pensada para gerar o mínimo impacto ambiental possível. Exemplo disso é o plano de substituição da plantação de pinheiros que ali existia por uma floresta mais robusta, diversificada e ecologicamente valiosa.

A nova unidade foi também preparada para consumir menos energia, menos água e utilizar menos solventes face a outras do construtor de veículos elétricos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 15 a 21 de julho
Cidades mais verdes e menos compactas têm taxa de mortalidade mais baixa
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa