Fantástico

Veículo elétrico, autónomo e futurista será solução de transporte urbano

Empresa de design criou conceito de mobilidade autónoma de transporte de passageiros que captura essência da capital de Inglaterra
Texto

A mobilidade é uma questão central de qualquer cidade. Questões como a navegabilidade, a segurança na estrada e a sustentabilidade são tidas cada vez mais em consideração quando se fala nos melhores meios de deslocação para o futuro.

A maneira como nos deslocamos dentro de uma determinada cidade não é só uma questão de mobilidade. É também uma questão de identidade para a cidade. Os táxis amarelos de Nova Iorque, as gôndolas de Veneza ou os autocarros de dois andares de Londres tornaram-se mais do que um simples meio de transporte, são parte do ambiente dos lugares.

Tendo isso em consideração e focando-se naquilo que serão as necessidades de mobilidade do futuro, a empresa de design britânica PriestmanGoode desenvolveu o New Car for London, um conceito de mobilidade autónoma de futuro que se adapta às necessidades de quem faz o pedido de transporte.

De forma simples, o New Car for London é um veículo compacto, totalmente autónomo, pensado para prestar um serviço de luxo de transporte de passageiros, para viagens de até uma hora, que pode ser chamado através de uma aplicação. Funcionaria como um táxi ou um TVDE, prestando um serviço mais personalizado graças à tecnologia que permite adaptar o interior do habitáculo às necessidades dos passageiros.

Para desenhar o conceito New Car for London, a empresa usou a sua experiência passada. Os interiores do automóvel, de luxo, foram inspirados no design de aeronaves de primeira classe. Os requisitos de manutenção foram definidos graças à experiência no setor dos transportes públicos.

O New Car for London é altamente tecnológico para que seja possível adaptar o seu interior às necessidades de quem pediu o transporte. Ou seja, através de uma aplicação, com a qual também se faz o pedido de serviço, é possível mudar facilmente o ambiente, alterando as luzes ou a música antes sequer de se entrar no veículo.

Sendo autónomo e, por isso, não tendo motorista, foi importante pensar em elementos que ajudassem a garantir o máximo de segurança tanto para o usuário como para quem está na estrada. Um painel de informações no exterior garante que o passageiro identifica facilmente o veículo que chamaram. Já a grelha iluminada, as câmaras e os indicadores externos são marcas essenciais para que o New Car for London esteja sempre visível para outros condutores e peões.

O vidro ganha destaque no veículo de forma a permitir aos passageiros apreciar os cenários por onde se deslocam. O interior tem espaço para até quatro pessoas, é acessível com cadeira de rodas e é possível transportar malas e até uma bicicleta ou uma trotinete.

A questão da higiene, especialmente numa altura pós covid-19, não foi descurada e o conceito inclui materiais que podem ser facilmente limpos e um sistema UV de desinfeção que garante que o interior é limpo sempre que uma viagem é terminada.

Desenhado para a cidade de Londres, o New Car for London pode ser adaptado a qualquer cidade do mundo.

Este não é o primeiro conceito de mobilidade autónoma da PriestmanGoode, tendo a empresa já desenhado um carro modular que pode ser usado no transporte de passageiros e de carga e que está agora em processo de desenvolvimento. Por isso, quem sabe, o New Car for London também não chegará um dia às estradas.

(Imagens e vídeo cortesia da PriestmanGoode)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco