Evasão

Startup portuguesa criou uma app de turismo com componente gaming

A Framie é um app que pretende ser uma experiência digital ao jeito de Pokémon Go
Texto
Nova App turismo Framie
Nova App turismo Framie

Dois empreendedores, mestres em Empreendedorismo e Inovação Tecnológica pela Universidade do Porto, investiram 130 mil euros e desenvolveram a Framie, uma app de turismo que pretende chegar aos 100 mil utilizadores no espaço de um ano.

Tiago Monteiro e António Lisboa são as caras do projeto, mas têm o apoio de um "business angel", com larga experiência no lançamento de empresas emergentes, e de uma equipa de designers e programadores da plataforma.

A Framie é uma aplicação para smartphone (funciona em ambiente iOS e Android), que arranca com mais de 600 pontos turísticos e está disponível em várias línguas.

A aplicação pretende “recompensar” os utilizadores pelas suas ações na própria plataforma, procurando desta forma conferir também uma vertente “social”. Ao bom jeito do Pokémon Go, os utilizadores irão receber "prémios" e estrelas na aplicação ao cumprirem determinadas rotas/tarefas ou visitas a locais.

Com a Framie os utilizadores acedem a conteúdos com curadoria, prontos a usar, podendo criar roteiros à medida, selecionado pontos de interesse turísticos ("framies"),  gerando no final um logbook fotográfico das suas vivências, que podem guardar e/ou partilhar com outros utilizadores.

É com estas partilhas que, ao completarem a experiência, os criadores acreditam que os utilizadores irão aumentar sua satisfação, sensação de dever cumprido e status.

De acordo com o comunicado da empresa, a app já foi galardoada com vários prémios, tais como a Venture Cup Portugal, esteve em aceleradoras empresariais, como a Start-up Porto Accelerator e a Tourism Explorer, e, marcou presença na Web Summit.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Estes iates de sonho a energia solar vão ser feitos com garrafas de plástico
Empresa portuguesa vai construir central de energia solar de 19 milhões de euros
5 formas de aproveitares as borras de café e dar-lhes uma nova vida