Energia

Oni evita emissão de 2 mil toneladas de CO2 com energia renovável

Energia usada pelos data centers da empresa do setor das telecomunicações e da cibersegurança tem certificação de origem
Texto
Árvores (foto: Pixabay/ Pexels)
Árvores (foto: Pixabay/ Pexels)

Cerca de duas mil toneladas é a quantidade de emissões de dióxido de carbono (CO2) que a Oni conseguiu reduzir no decorrer de 2022, mais concretamente 1934 toneladas. A empresa do grupo Gigas, especializada na prestação de serviços de telecomunicações, cibersegurança e cloud a empresas, conta com data centers abastecidos com energia 100% renovável.

A estratégia de redução de emissões da empresa, que no ano passado foi equivalente à plantação de 3408 árvores, está alinhada com as melhores práticas do setor, tendo em conta as elevadas quantidades de energia e água necessárias para fazer funcionar os data centers, os quais lidam com um volume de dados cada vez maior.

Data center - AWAY
Data center (foto: M. Geissinger/ Pexels)

Em comunicado a Oni esclarece que a indústria europeia da cloud e dos data centers assinou, em 2021, um pacto para contribuir para a sustentabilidade com centros climaticamente neutros até 2030, o qual foi também assinado pela Gigas. Atualmente todos os data centers do grupo em Espanha e Portugal são alimentados com energia renovável.

De referir que a Oni estabeleceu uma parceria com a Acciona Energia Portugal, o que lhe permite obter a certificação da origem de cada kw utilizado nos seus data centres, através de tecnologia blockchain.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Podes ser multado por levares o teu cão sem cinto de segurança no carro? Conhece as regras
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana, de 15 a 21 de abril
Mais uma marca chinesa em Portugal. XPeng chega já este ano