Sustentabilidade

Parceria da Ford com a SK Innovation pretende produzir 240 GWh de baterias

Segundo um responsável da Ford, o acordo que resulta na produção de baterias para automóveis elétricos vai também chegar à Europa.
Texto
SK Innovation
SK Innovation

Depois de ter sido anunciada a parceria entre a Ford e a SK Innovation no mês de maio, um dos responsáveis da marca americana já referiu que esta parceria também tem o objetivo de se estender ao mercado europeu.

O objetivo desta parceria passa pela construção de duas fábricas na América do Norte, capazes de produzir cerca de 60 GWh por ano em módulos de baterias para automóveis elétricos com o início previsto para 2025.

SK Innovation

No entanto, esta mesma parceria foi pensada com a expansão em vista a nível global, o que se pode traduzir numa produção anual em torno dos 240 GWh de baterias, que é o equivalente a dez fábricas, que poderão estar prontas para funcionar até ao final da década.

Ford Mustang Mach-E

Deste valor, 140 GWh serão necessários no mercado norte-americano, obrigando a ajustes de fornecimento na Europa e na China, por exemplo, caso necessário.

São estes os valores previstos pelo plano global de eletrificação da Ford, no qual prevê gastar mais de 30 mil milhões de dólares até 2030.

Ford F-150

Segundo Hau Thai-Tang, Chief Product Platform and Operations Officer da marca americana, os planos da Ford são ainda mais ambiciosos do que a produção dos seus próprios sistemas de baterias para os automóveis elétricos, uma vez que também já conta com a produção de caixas de velocidades e motores elétricos.

Além disso, também já está a estudar uma forma de poder produzir os seus próprios chips e semicondutores, dando uma solução rápida aos problemas de produção atuais, que se encontram a afetar não só a Ford, mas também diversos outros construtores.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 15 a 21 de julho
Cidades mais verdes e menos compactas têm taxa de mortalidade mais baixa
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa