Energia

Painéis solares podem proteger plantações das alterações climáticas

Projeto em França está a testar impacto de 5500 painéis fotovoltaicos instalados por cima de terrenos agrícolas
Texto
Sistemas agrivoltaicos protegem contra alterações climáticas
Sistemas agrivoltaicos protegem contra alterações climáticas

Todas as semanas novos projetos de energia solar são anunciados. Terrenos e até lagos tornam-se a base para os painéis fotovoltaicos e, muitas vezes, deixam de ter outra utilização. Mas há uma solução que permite a produção agrícola e de energia solar em simultâneo. São os sistemas agrivoltaicos.

Apesar de não ser uma prática nova, só tem sido usada em pequena escala. Estes sistemas têm a vantagem de permitir a rentabilização de áreas, ao mesmo tempo que ajuda a proteger as plantações das alterações climáticas.

A TSE, uma empresa de energia solar, está agora a tentar este sistema aplicado a plantações de grande escala. O projeto, que irá ter a duração prevista de nove anos, está a decorrer em França, na região de Haute-Saône.

painéis solares em plantações - AWAY
Painéis solares protegem de eventos climatéricos (Foto: M. Meissner/AP)

Numa área de três hectares, a TSE instalou 5500 painéis solares bifaciais a cinco metros do chão para permitir que as máquinas agrícolas consigam operar sem problemas. Esta instalação solar tem a capacidade de produzir 3,2 gigawatt/hora (GWh) de energia por ano, suficiente para 1200 pessoas.

Os painéis podem ser movidos de forma a ficarem verticais ao chão para deixar passar a chuva. Em contrapartida, em alturas de muito calor e sol forte ou até de geada, podem ser colocados na horizontal para proteger as plantações.

sistema agrivoltaico na Alemanha - AWAY
Sistema a ser testado na Alemanha (Foto: M. Meissner/AP)

Desde que os painéis solares ficaram operacionais que a empresa de energia tem analisado o impacto que estes têm no solo e se interferem, ou não, com o normal crescimento das plantas.

Um fenómeno que se verificou durante o verão, que foi particularmente seco um pouco por toda a Europa, foi que as zonas que apanhavam a sombra dos painéis retinham a água por mais tempo.

Este não é o único projeto do estilo a ser estudado na Europa. Na Alemanha, por exemplo, há uma plantação biológica de maçãs que também tem uma cobertura de painéis solares.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana