Energia

Lanterna a energia solar chega onde brilha o sol e eletricidade não ilumina

Projeto universitário cria lâmpada ligada a painel fotovoltaico que garante acesso a luz em caso de crise ou falha na rede
Texto

Quem nunca ficou sem luz por umas horas por causa de uma tempestade ou um problema na rede elétrica? Normalmente as velas e as lanternas vêm ao resgate e ajudam nos momentos de escuridão. Mas o que se faz quando a falta de eletricidade se estende por dias? Em caso de crise, que fonte de luz usar?

É a esta pergunta que Leo Olsson e Ludvig Djerf, dois estudantes da Universidade de Lund, na Suécia, quiseram responder com a criação da Lykta, uma lanterna a energia solar.

O projeto foi desenvolvido no âmbito da exposição A Light That Never Goes Out (uma luz que nunca se apaga) que conta com outras nove invenções todas criadas tendo em mente a necessidade de se ter luz quando não há eletricidade à mão.

Lanterna a energia solar
Lanterna a energia solar

Para esta dupla de estudantes, o ponto base da lanterna solar foi uma recomendação local. A Agência Sueca de Contingência Civil aconselha que o público esteja preparado para, em caso de crise, aguentar 72 horas sem apoio do governo. No entanto, grande parte da população não cumpre o conselho.

A lanterna a energia solar pretende ser uma solução que pode ser usada quando há problemas na rede, mas também no dia a dia.

O design foi um ponto importante para a dupla de estudantes. Criando um produto apelativo, elimina-se a carga de ser um objeto para crises e incorpora-se na decoração da casa.

Agora, como funciona? Um pequeno painel fotovoltaico que pode ser colocado em qualquer local é conectado à lanterna e dá energia a uma bateria instalada na parte de inferior. A energia solar dá até cinco horas de luz, sendo que com um pequeno upgrade pode ir até às 10 horas.

Lykta em utilziação
Lykta em utilização

A lanterna em si tem a forma de um cilindro com uma espécie de gancho metálico que permite que seja pendurada ou colocada em cima de uma mesa.

Além de ser carregada com energia solar, a Lykta pode ser toda desmontada e pode trocar-se qualquer parte em caso de avaria. Desta forma, a vida útil da lanterna aumenta.

Por enquanto, a lâmpada a energia solar é apenas um conceito. Mas, quem sabe, no futuro não fica acessível a qualquer pessoa.

(Fotos cortesia de Leo Olsson e Ludvig Djerf)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa