Energia

Poderão os painéis solares em telhados ser amortizados em apenas 6 anos?

Aposta em energia solar tem aumentado substancialmente e parece que, a longo prazo, será uma alternativa mais barata ao gás
Texto
Painéis solares em telhados (Foto: Mischa Frank/Unsplash)
Painéis solares em telhados (Foto: Mischa Frank/Unsplash)

A poupança na fatura da eletricidade que se consegue com a utilização de painéis solares no telhado faz com que estes fiquem pagos em seis anos. Esta é a conclusão de um estudo da consultora inglesa Energy & Climate Intelligenc Unit (ECIU) que analisou a crise energética e a transição para economias mais sustentáveis.

Painéis solares fotovoltaicos - AWAY
Energia solar continua em crescimento (Foto: Erik Karitas/Unsplash)

Tendo os painéis solares uma vida útil de 25 anos, a energia que vão produzir nos restantes 19 anos é gratuita. Além disso, a utilização de energia solar é, de acordo com a ECIU, uma das formas mais rápidas de se reduzir a utilização de gás natural.

A energia solar é assim apontada como uma solução para os atuais problemas energéticos.

Analisando o preço que era esperado para o gás para 2025 antes da atual crise, 97 euros por MWh, e comparando com o custo dos painéis fotovoltaicos de 62 euros por MWh, a consultora concluiu que há uma poupança significativa.

Energia solar em habitações - AWAY
Gás ficará mais caro do que energia solar (Foto: Daria Nepriakhina/Unsplash)

A análise da ECIU também refere que os painéis solares combinados com o armazenamento de baterias – uma forma de garantir que há estabilidade na rede energética e que não há falhas no fornecimento – passarão a custar 76 euros por MWh em quatro anos.

A energia solar tem crescido substancialmente nos últimos tempos e há países em que a geração solar começou a bater recordes. A consultora salienta que esta aposta foi impulsionada pela guerra russa na Ucrânia.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Europa bate recorde de produção de energia eólica e solar
Preço dos combustíveis com forte descida na próxima semana
Radares da PSP para o mês de fevereiro: onde vão estar em todo o país