Energia

Painéis solares sobre aquedutos vão ajudar a combater seca na Califórnia

Projeto Nexus vai instalar painéis fotovoltaicos sobre canais para evitar evaporação de água ao mesmo tempo que se produz energia solar
Texto
Renderização dos painéis solares sobre os canais da Califórnia (imagem: Solar AquaGrid)
Renderização dos painéis solares sobre os canais da Califórnia (imagem: Solar AquaGrid)

Numa altura em que a Califórnia enfrenta um dos problemas de seca mais graves dos últimos anos, vai começar a ser testado um sistema de energia solar que pode ajudar a evitar a evaporação de água dos aquedutos ao mesmo tempo que se gera energia renovável.

Chama-se Projeto Nexus e consiste na instalação de painéis fotovoltaicos sobre os aquedutos do Turlock Irrigation District (TID). Com um investimento de cerca de 20 milhões de euros, o projeto é o resultado de uma parceria entre o TID, o Departamento de Recursos Hídricos da Califórnia, o SolarAquaGrid e a Universidade da Califórnia – Merced.

Esta instalação tem por base um projeto semelhante na Índia, assim como um estudo de Brandi McKuin, uma cientista da Universidade da Califórnia – Merced, e vai ser a primeira do estilo nos Estados Unidos.

De acordo com a Reuters, em meados de outubro, vão começar a ser instalados painéis fotovoltaicos em duas localizações, sendo que irão cobrir uma extensão de pouco mais de 1,7 km (152 metros numa porção curva do canal e 1,6 km numa zona reta).

Até 2023, altura em que a instalação deverá estar pronta, os painéis fotovoltaicos estarão em três zonas dos aquedutos e terão capacidade para produzir 5 MW de energia.

Ao todo, a Califórnia tem cerca de 6400 km de canais que transportam a água de norte a sul do estado americano. Ao cobrirem-se estes aquedutos, será possível reduzir a evaporação das águas, ao mesmo tempo que se evita a utilização de terrenos para a instalação de painéis solares para produção de energia limpa.

Este tipo de projetos também permite evitar o crescimento de tantas plantas marinhas e algas, algo que ajuda a reduzir os custos de manutenção.

Brandi McKuik refere que se os 6400 km de aquedutos fossem cobertos com painéis solares, seria possível gerar 13 GW de energia, o suficiente para alimentar metade da Califórnia. Além disso, seria possível poupar cerca de 238 milhões cúbicos de água.

(imagens: divulgação/Solar AquaGrid)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
TAP encomenda dezenas de BMW enquanto recebe dinheiro do estado
Benfica vs PSG condiciona trânsito em Lisboa. Vê aqui tudo
Comboio de alta velocidade a hidrogénio arranca em Espanha em 2023