Energia

Alemanha dá passo atrás e mantém produção de energia nuclear até 2023

País ia deixar a produção de energia nuclear já no final de 2022, mas a crise energética obrigou governo a repensar a decisão
Texto
Alemanha vai manter centrais nucleares a funcionar (Foto: M. Probst/AP)
Alemanha vai manter centrais nucleares a funcionar (Foto: M. Probst/AP)

A crise energética provocada em grande parte pela guerra russa na Ucrânia está a obrigar muitos países a repensar os consumos de eletricidade e as fontes de energia. A Alemanha é um deles e decidiu manter as suas centrais nucleares a funcionar até abril de 2023, em vez de fechar em 2022, como planeado.

Numa carta a que a Reuters teve acesso, o Chanceler alemão, Olaf Scholz, pediu aos ministros da economia, ambiente e finanças para avançarem com as alterações legais necessárias para garantir que as três centrais nucleares do país ainda ativas, a Isar II, Neckarwestheim II e a Emsland, permanecem operacionais até 15 de abril.

central nuclear na alemanha - AWAY
Usina nuclear Emsland (Foto: M. Meissner/AP)

Inicialmente, as centrais nucleares iriam ser desativadas no final deste ano, uma vontade que se tem arrastado desde 2000 e que ganhou nova força em 2011, na altura do desastre em Fukushima.

Os problemas com o fornecimento energético obrigaram a Alemanha a repensar as fontes energéticas, mas ainda assim há muitas vozes que se levantam contra o adiamento do fecho das centrais e há quem peça para que o parlamento rejeite a proposta do Chanceler.

Isto está a atrasar a criação do rascunho de lei para estender a produção de energia nuclear.

central nuclear alemanha - AWAY
Central nuclear Emsland, na Alemanha (Foto: M. Meissner/AP)

Caso se mantenha a produção de energia nuclear no país, o ministro do Ambiente, Steffi Lemke, já referiu que não haverá mais extensões a partir de abril de 2023.

As três centrais nucleares têm capacidade energética de 4300 megawatts (MW), representando 6% da produção de energia na Alemanha.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa