Energia

Volkswagen simplifica sistema de carregamento elétrico

Deixará de ser necessário um cartão para carregar na rede pública e haverá novas versões de software que permitirão efetuar carregamentos mais rápidos
Volkswagen We Charge
Volkswagen We Charge
PUB

Consciente de que uma maior adoção de veículos elétricos estará dependente de uma infraestrutura de carregamento capaz de responder às necessidades dos utilizadores, a Volkswagen está a introduzir novas soluções de carregamento destinadas aos seus modelos elétricos ID. A função Plug & Charge e o novo software para um melhor planeamento dos carregamentos e operações mais rápidas são algumas delas.

Denominado We Charge, o ecossistema de carregamento criado pelo construtor alemão para os seus veículos elétricos tem vindo a ser melhorado de forma progressiva de forma a oferecer maior desempenho, conveniência e sustentabilidade.

PUB

Para além da possibilidade de carregamento em casa, através do posto doméstico da Elli, marca do grupo VW, os proprietários de qualquer modelo ID. têm hoje acesso a uma rede europeia com mais de 270 mil pontos de carregamento públicos, localizados tanto em cidades como em percursos de maior afluência, com a marca a assegurar que até 2025 irá instalar mais 18 mil postos de carregamento rápido e que outros 35 mil ficarão disponíveis através de parceiros retalhistas.

PUB
PUB

Se atualmente é necessário um cartão para efetuar carregamentos na rede pública, a partir do próximo ano a função Plug & Charge irá eliminar essa necessidade, já que esta permitirá aos modelos ID. estabelecer uma comunicação encriptada e segura com a estação de carregamento assim que o cabo for conectado. Em 2022, a função Plug & Charge estará disponível nas redes Ionity, Aral, bp e EON, às quais se juntarão outras numa fase posterior.

Outras das inovações propostas pela VW são o carregamento inteligente e o carregamento bidirecional. No primeiro caso, um Sistema de Gestão de Energia Doméstica (HEMS, na sigla em inglês) permite escalonar e gerir o fornecimento de energia de forma inteligente, o que torna a carga com energia solar autogerada ainda mais fácil para os proprietários de sistemas fotovoltaicos.

Quanto ao carregamento bidirecional, é uma tecnologia inovadora prestes a ser lançada pela Volkswagen, em que os automóveis elétricos podem alimentar a rede doméstica do utilizador com energia que não necessitam, através de uma wallbox específica. Todos os modelos ID. com uma bateria de 77 kWh terão esta capacidade no futuro e, para que fique disponível também para os que já estão em circulação, será disponibilizada de forma gradual uma atualização over-the-air.

PUB

Os futuros ID. a sair das linhas de produção irão contar igualmente com uma nova versão de software que oferece benefícios significativos na operação de carregamento. A potência máxima da bateria de 77 kWh aumentará de 125 para 135 kW (ou 150 kW para o ID.5 GTX2), o que reduzirá o tempo de carregamento em até nove minutos ao carregar de cinco a 80 por cento. Também neste caso está prevista a introdução destas melhorias nos veículos já entregues, por meio de uma atualização de software num futuro próximo.

(Fotos: Volkswagen)

Continuar a ler
Home
Comprar um veículo elétrico em segunda mão. Prós e contras
Preço dos combustíveis com aumento na 2ª feira
Descobre como a resiliência fará parte das smartcity do futuro