Energia

São Francisco muda lei para criação de mais postos de carregamento elétrico

Nova definição no planeamento da cidade californiana pretende assegurar meta para 2040 de apenas vender automóveis elétricos
São Francisco quer alargar rede de carregamento de elétricos
São Francisco quer alargar rede de carregamento de elétricos

A cidade americana de São Francisco vai alargar a cobertura de estações de carregamento para veículos elétricos, como meio de acelerar a transição para formas de mobilidade não poluentes no decurso dos próximos anos. A sua Presidente de Câmara, London Breed, acaba de anunciar planos para a atualização da legislação, no sentido de dar um novo impulso a essa transição.

A mudança na legislação passa, especificamente, pela criação da nova definição "Local de Carga de Veículos Elétricos" dentro da categoria “Retalho Automóvel”, que pode ser atribuída ao uso de um determinado terreno na cidade. A nova lei determina ainda onde esta nova utilização é permitida.

Com as alterações propostas ao código de planeamento da cidade, algumas estações de serviço e parques de estacionamento poderão vir a ser convertidos em locais de carregamento de veículos elétricos.

“Colocar a cidade num caminho para um futuro mais saudável, mais limpo e mais equitativo exigirá investimentos significativos na redução da nossa dependência dos combustíveis fósseis”, comentou London Breed.

Japão tem mais postos de carregamento do que veículos elétricos

Atualmente, cerca de 11% dos novos automóveis vendidos em São Francisco são elétricos, o que a coloca como uma das cidades americanas onde há mais procura por esta categoria. Ainda assim, apenas existem 1016 estações de carregamento públicas, quando um estudo recente do Conselho Internacional sobre Transportes Limpos indica que deveriam ser duas mil até ao ano de 2025.

Os responsáveis pelos destinos da urbe californiana têm outras ambições: em 2040, todos os novos automóveis deverão ter emissões zero. A expansão da rede de carregamento é, pois, fundamental para cumprir este objetivo, especialmente porque 70% dos seus residentes vivem em edifícios com múltiplos fogos, cuja maioria não tem estacionamento próprio nem possibilidade de carregamento doméstico.

A lei federal de infraestruturas inclui pelo menos 384 milhões de dólares para o carregamento de veículos elétricos na Califórnia. Temos de estar preparados para fazer bom uso desse investimento a nível local", frisou Rafael Mandelman, Presidente da Autoridade de Transportes do Condado de São Francisco.

(Fotos: Unsplash e Pixabay)

Continuar a ler
Home
Preço dos combustíveis para a próxima semana: A previsão da AWAY
Garrafas de plástico reciclado vão ser utilizadas na construção de pneus