Energia

Japão tem mais carregadores do que carros elétricos

O número de carregadores elétricos no Japão continua a diminuir, mas os carros elétricos que os usam ainda são muito menos
Japão tem mais carregadores do que carros elétricos
Japão tem mais carregadores do que carros elétricos
PUB

Ao contrário do que seria mais lógico, o número de carregadores de veículos elétricos no Japão continua a diminuir de ano para ano. A razão, apesar de tudo, é bastante simples.

Com o objetivo de estimular a utilização de automóveis elétricos e continuar a tentar tornar-se neutro em carbono até ao ano 2050, o governo do Japão disponibilizou subsídios no valor de 100 milhões de ienes desde o ano 2012.

PUB
Nissan Leaf
PUB

Apesar disto, a percentagem de automóveis elétricos no Japão é ainda de apenas um por cento, pelo que a grande maioria dos postos de carregamentos estão literalmente ao abandono e não são utilizados. Seja por falta de uso ou por falta de manutenção, muitos deles acabam mesmo por ser retirados de serviço, fazendo com que os mais de 30 mil do ano passado, tenham descido para os 29.200 neste ano.

Apesar destes dados, o objetivo do Japão é ter cerca de 150 mil postos de carregamento até ao ano 2030, sendo que a Tepco está a planear chegar aos mil pontos de carga nas autoestradas até 2025. Em paralelo, a Hitachi está a desenvolver carregadores de tamanho mais compacto e mais leves, para que a sua utilização também seja mais simples.

PUB
Akio Toyoda, CEO Toyota (Foto: Divulgação)

O Presidente da Toyota, Akio Toyoda, é também o presidente da Associação Japonesa de Fabricantes de Automóveis e afirma que manter o foco no número de unidades instaladas pode ser um problema. Segundo Toyoda, “se o número de unidades for o único objetivo, estas serão instaladas apenas onde parecer mais viável, o que pode resultar em baixas taxas de utilização e consequentes baixos níveis de conveniência”.

Continuar a ler
Home
Fantástico
Vídeo: Back to the future com Porsche Taycan e DeLorean
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2