Energia

SpaceX Raptor de Elon Musk poderá receber hidrogénio verde do Texas

E se o foguetão espacial da SpaceX, empresa do proprietário da Tesla, pudesse receber combustível sustentável?
Texto
SpaceX no Texas (Foto: Direitos Reservados)
SpaceX no Texas (Foto: Direitos Reservados)

A startup americana Green Hydrogen International (GHI) anunciou a construção de um imenso projeto, alimentado por 60 GW de energia solar e eólica, para produção de hidrogénio verde.

Hydrogen City ou Cidade do Hidrogénio é um projeto que está a nascer no Texas (Estados Unidos da América) e estará completamente funcional a partir de 2026. Pretende ser um local de produção de hidrogénio verde, armazenamento (em grutas de sal) e distribuição (via gasodutos em projeto).

A alimentar a Hydrogen City estará um complexo com painéis de energia solar e grande parque de eólicas, que asseguram o fornecimento de toda a energia renovável necessária ao processo de transformação.

De acordo com a GHI Corp, o complexo alimentado por 60 GW de energia renovável será capaz de produzir mais de 2,5 milhões de toneladas de hidrogénio verde por ano. Este valor representa cerca de 3,5% do total da produção de hidrogénio verde em todo o planeta e irá colocar o investimento como um dos maiores do mundo, refere a empresa em comunicado online.

SpaceX de Elon Musk poderá receber hidrogénio verde

O projeto está localizado em Piedras Pintas Salt Dome, no condado de Duval, Texas e deverá poder fornecer energia aos distritos de Corpus Christi e Brownsville, onde será transformado em amoníaco verde, combustível de aviação sustentável e outros produtos.

O hidrogénio irá ser distribuído diretamente através de um gasoduto ou redistribuído através de outras unidades de produção menores no estado.

Brownsville, junto à fronteira do México é onde está localizada a Starbase SpaceX de Elon Musk e de onde partem os foguetões para o projeto espacial do multimilionário norte-americano, semelhantes aos que partiram já esta semana para o espaço, o que faz prever uma utilização desta fonte.

A SpaceX anunciou recentemente que está a desenvolver um novo foguetão denominado SpaceX Raptor que poderá ser alimentado por metano líquido criogénico e oxigénio liquido ao invés de combustível com base em querosene, como atualmente.

Alguns dos destinos para o hidrogénio verde que estão a ser negociados:

  • amoníaco verde para mercados de exportação (Japão e Coreia)
  • amoníaco verde para mercado de fertilizantes
  • combustível para aviação sustentável
  • combustível sustentável para foguetões
  • alimentação de centrais elétricas

O combustível para foguetões, neste caso, poderá ser resultado de uma combinação de hidrogénio com captura de CO2 para criar combustível metano verde que deverá ser utilizado em operações no sul do Texas e não apenas como "rocket fuel".

Uma combinação de hidrogénio com gás natural pode também substituir alguma da produção atual de energia em centrais locais o que poderá ser mais uma fonte de rendimento para a Hydrogen City.

(Fotos: SpaceX, GHI, DR)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa