Energia

Investimento de €1000 milhões para produção de hidrogénio verde em Sines

Consórcio luso-canadiano pretende investir num projeto de eletrolisador para produção de hidrogénio a partir de fontes renováveis
Texto
Zona Industrial e Logística de Sines (Foto: aicep Global Parques)
Zona Industrial e Logística de Sines (Foto: aicep Global Parques)

A aposta no hidrogénio verde em Sines continua a crescer. A NeoGreen Portugal, uma joint-venture luso-canadiana, pretende investir mais de mil milhões de euros na construção de uma nova fábrica de hidrogénio verde, ou seja, produzido com energias renováveis, na ZILS – Zona Industrial a Logística de Sines.

O processo ainda está numa fase inicial, sendo que foi assinado hoje um contrato de reserva de direito de superfície de 10,5 hectares numa área que poderá tonar-se a Sillicon Valley da produção de hidrogénio em Portugal.

hidrogénio - AWAY
Sines deverá ligar ao novo gasoduto europeu que parte de Barcelona (Foto: Pixabay)

A NeoGreen Portugal, que junta a canadiana NeoGreen Hydrogen Corp e a portuguesa Frequent Summer, quer desenvolver um projeto de eletrolisador de 500 MW+ para produção de hidrogénio verde e combustíveis derivados.

Em comunicado, a empresa canadiana parte da joint-venture salienta que o projeto é importante já que ficará em plena União Europeia, naquele que será um dos principais centros de procura de hidrogénio num futuro próximo.

Sines no centro da Estratégia Nacional para o Hidrogénio

O município do distrito de Setúbal tem visto cada vez mais investimentos em hidrogénio verde na zona, o que está a ajudar a desenvolver aquele que está a ser chamado o Sines Hydrogen Valley.

Em 2021, foi anunciada para Sines uma central de hidrogénio verde desenvolvida pela GreenH2Atlantic, um consórcio composto por 13 entidades, entre elas a EDP, Galp, Martifer e Efacec.

Sines - AWAY
Sines (Foto: Madoqua Renewables)

Já este ano, a portuguesa KEME Energy avançou que iria investir 5,2 milhões de euros numa unidade-piloto na ZILS que iria produzir hidrogénio verde por eletrólise foto eletroquímica.

O consórcio europeu MadoquaPower2X vai também apostar na produção de hidrogénio verde e amoníaco à escala industrial em Sines. A nova central, que vai implicar um investimento de mil milhões de euros, deverá entrar em funcionamento em 2025.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa