Energia

Brasil terá no Ceará unidade a produzir 1000t de hidrogénio verde por dia

Projeto entrará em operação em 2026 e vai produzir mil toneladas de hidrogénio verde por dia, bem como amónia verde
Texto
Brasil aposta na produção de hidrogénio verde (Foto: Captura Casa dos Ventos)
Brasil aposta na produção de hidrogénio verde (Foto: Captura Casa dos Ventos)

É no Ceará, no Brasil, que vai surgir uma nova unidade de produção de hidrogénio verde e amónia. O pré-contrato foi assinado este mês e junta as empresas de energias renováveis Comerc Energia e a Casa dos Ventos Energias Renováveis e o Complexo do Pecém. O início de produção está agendado para 2026.

A implantação do projeto será feita em várias partes e, quando estiver completamente operacional, o empreendimento terá uma capacidade de até 2,4 GW, capaz de produzir mais de mil toneladas de hidrogénio verde por dia e 2,2 mil toneladas de amónia por ano.

Complexo do Pecém, Ceará - AWAY
Complexo do Pecém, no Ceará, Brasil (Foto: captura)

Por produzir hidrogénio a partir de fontes de energia renováveis em vez de a partir de gás natural, a unidade permitirá evitar a emissão de até 430 mil toneladas de CO2 por mês.

A nova unidade está a ser estudada desde 2021 e será edificada no Complexo do Pecém, um espaço que resultou de uma joint venture entre o Governo do Ceará e o Porto de Roterdão. É aqui que está a nascer aquilo que é chamado de Hub de H2V, uma vez que abriga os primeiros projetos na área de hidrogénio verde do Brasil.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Europa bate recorde de produção de energia eólica e solar
Preço dos combustíveis com forte descida na próxima semana
Radares da PSP para o mês de fevereiro: onde vão estar em todo o país