Energia

Fundo de 30 milhões de euros vai levar central de hidrogénio verde a Sines

Consórcio de 13 entidades criou projeto GreenH2Atlantic que recebeu financiamento da Comissão Europeia para criar central de hidrogénio verde
Texto
Central de Sines (Foto: EDP)
Central de Sines (Foto: EDP)

O projeto GreenH2Atlantic foi selecionado pela Comissão Europeia no âmbito do Horizon 2020 - Green Deal e vai agora avançar com com a contrução de uma unidade de hidrogénio verde em Sines. O projeto vai ser desenvolvido por um consórcio formado por 13 entidades, entre elas empresas como EDP, GALP, Martifer e Efacec, e parceiros académicos e de investigação como o ISQ, o INESC-TEC e o CEA.

O fundo de 30 milhões de euros, atribuído no âmbito do Horizon 2020 – Green Deal, será usado para financiar a construção da unidade de hidrogénio que estará localizada na central termoelétrica de Sines, que fechou no início de 2021.

Hidrogénio poderá ter papel fundamental na descarbonização

A unidade de hidrogénio terá um eletrolisador de 100 MW composto por módulos escaláveis para se conseguir uma produção com a máxima eficiência. Será também utilizado um sistema que irá gerir a ligação do eletrolisador com as energias renováveis locais – neste caso a solar e a eólica.

Espera-se que a construção da unidade comece em 2023 e que as operações tenham início dois anos depois.

O projeto irá contribuir para apoiar o processo de descarbonização.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aproveita o calor de forma segura: 6 dicas para te protegeres do sol
Borras de café vão ser usadas para dar vida a solos lisboetas
Projeto português cria vidro que produz eletricidade a partir da luz solar