Energia

Marrocos usa gás natural de Espanha depois de Argélia fechar torneira

Desde que Marrocos começou a receber gás natural de Espanha em junho de 2022 que as quantidades têm vindo a aumentar
Texto
Marrocos recebe gás natural de Espanha (Foto: Jean-François Badias/AP)
Marrocos recebe gás natural de Espanha (Foto: Jean-François Badias/AP)

Marrocos tem estado fortemente dependente do gás natural proveniente de Espanha desde que problemas diplomáticos levaram a Argélia a parar as exportações para o país do norte de África.

Foi há um ano, em novembro de 2021, que a Argélia deixou de fornecer gás natural a Marrocos, fechando o gasoduto Magreb-Europa (GME) que passa por Marrocos em direção à Península Ibérica.

gasoduto - AWAY
Gasoduto (Foto: AP)

Marrocos, que ainda está altamente dependente da eletricidade e gás importados, avançou com um acordo com Espanha que permitiu que gás voltasse a circular no gasoduto a partir de julho deste ano.

Devido a problemas nas relações entre os dois países de África, Madrid foi obrigada a certificar que o gás que estava a exportar para Marrocos não era de origem argelina.

Desde que o gasoduto voltou a ligar Espanha a Marrocos que a quantidade de gás natural que chega ao país africano tem vindo a aumentar de mês para mês, atingindo um recorde em novembro deste ano, explica a Mees. Ainda assim, a quantidade é inferior a que chegava a partir da Argélia.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa