Energia

Que energias vão mover a mobilidade do futuro? O papel dos biocombustíveis

Deve-se considerar várias fontes de energia alternativas eficazes e sustentáveis no caminho da transição energética
Mobilidade do futuro (Foto: Zac O./Unsplash)
Mobilidade do futuro (Foto: Zac O./Unsplash)

No Dia Mundial da Energia, assinalado hoje dia 29 de maio, a Associação de Bioenergia Avançada (ABA) não quis deixar de passar a sua visão sobre a mobilidade do futuro e a forma como as diferentes energias podem ter o seu papel de forma complementar à eletrificação.

Em comunicado de imprensa, a ABA refere que a substituição direta dos combustíveis fósseis poderá ser feita também pelos biocombustíveis de resíduos e outros avançados, que poderia representar uma poupança de 83% de emissões de gases de efeito de estufa.

De acordo com esta associação a indústria dos biocombustíveis de resíduos e outros avançados apresenta soluções, produzidas a partir de resíduos - óleos alimentares usados, gorduras animais, resíduos de palha, molhos fora de prazo, borras de café, por exemplo - que podem ser fontes de energia viáveis e aptas para implementação imediata no setor automóvel.

“É importante destacar que estamos a dar passos importantes no sentido da descarbonização, com o apoio da alternativa energética. O futuro da mobilidade deverá passar por um mix energético onde constem, entre outras soluções, os biocombustíveis de resíduos e outros avançados, o elétrico, o hidrogénio, os combustíveis sintéticos, os gases renováveis, etc.” – afirma Ana Calhôa, secretária-geral da ABA.

A associação indica ainda que os automóveis que circulam já estão preparados para receber uma maior quantidade os biocombustíveis de resíduos e outros avançados nos combustíveis fósseis disponibilizados no mercado atual.

Desta forma, ainda de acordo com a ABA, Portugal consegue reduzir mais rapidamente a sua dependência de combustíveis fósseis, substituindo por biocombustíveis, e desta forma cumprir metas mais ambiciosas de descarbonização do setor dos transportes evitando a renovação total da frota automóvel, como acontece com as outras soluções.

Continuar a ler
Home
Conferência dos Oceanos 2022 em Lisboa até 1 de julho
Subida de água no planeta. Vê aqui este projeto de sensibilização em Copenhaga
Estão a aparecer microplásticos em gelo na Antártida