Energia

Preço dos combustíveis vai ser fiscalizado pela ASAE, após descida do ISP

Contribuintes devem estar atentos às faturas para perceber se desconto é mesmo efetuado
Texto
Rapariga a abastecer combustível (Foto: A. Piacquadio/Pexels)
Rapariga a abastecer combustível (Foto: A. Piacquadio/Pexels)

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou o início de uma ação de monitorização da evolução do preço dos combustíveis, que teve início às 00h00 de segunda-feira, dia 02 de maio.

A autoridade irá verificar a oscilação do preço dos combustíveis comparativamente a períodos anteriores, por forma a poder avaliar o verdadeiro impacto da redução do ISP (Imposto sobre os produtos petrolíferos).

Também o primeiro-ministro António Costa já hoje na rede social Twitter apelou à atenção dos consumidores para poderem perceber se o desconto está ou não a ser realizado

A ASAE informa que cada cidadão poderá comunicar “qualquer situação de eventual irregularidade no que concerne a práticas comerciais desleais” através de um formulário no seu portal (disponível aqui).

A redução do ISP num valor igual ao que resultaria da descida do IVA de 23% para 13% tem efeito a partir desta segunda-feira, dia 2 de maio, com a gasolina a ter uma previsão de descida de 15,5 cêntimos e o gasóleo 14,2 cêntimos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Governo recomenda baixar a velocidade máxima para os 100 km/h
Comboio de alta velocidade Porto-Lisboa poderá ser uma realidade dentro de uma década
Itália tem primeira residência para estudantes alimentada a hidrogénio