Energia

Cotação do petróleo cai 24% em 3 meses, então e o preço dos combustíveis?

Já se sabe que as gasolineiras são mais rápidas a subir os preços do que a descer, mas como tem sido o comportamento nos últimos meses?
Texto
Negociação de petróleo (Foto: Rick Rycroft/AP)
Negociação de petróleo (Foto: Rick Rycroft/AP)

A semana começa com a cotação do petróleo a descer e o Brent de referência para o mercado europeu já negociou a 84,25 dólares esta manhã (dados OilPrice).

O receio de uma possível retração da economia e eventual recessão nos Estados Unidos da América, está a provocar algum nervosismo nos mercados e o petróleo parece refletir isso mesmo.

A variação da cotação média do Brent a três meses é negativa e ronda os 24%. Ou seja, o petróleo perdeu quase 25% do seu valor em 90 dias, com especial enfoque nas últimas semanas. E este dado leva a questionar se esta variação está a ser acompanhada no preço dos combustíveis em Portugal.

Refinaria de petróleo (Foto: Paul Sancya/Associated Press)

É verdade que nem tudo é Brent na composição dos preços, mas também é verdade que a variação do petróleo é um dos principais fatores apontados pelas gasolineiras para subir o preço.

Já para descer... existem sempre outras explicações como o preço de refinação, transporte, logística, entre outros. Seja como for, não acompanha.

Qual foi a descida do petróleo nos últimos 3 meses?

Dados da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE) mostram que hoje, dia 26 de setembro, o preço médio da gasolina simples 95 está em 1,748 euros por litro e o gasóleo simples está a ser comercializado, em média, a 1,828 euros por litro.

Se for feita a comparação da evolução nos últimos três meses, verificamos que a variação do preço da gasolina apresenta uma descida média de 18,9%. Já o preço do gasóleo apresenta uma variação apenas de 14,7% (dados recolhidos em ENSE).

Aquilo que é evidente é que a descida de cotação do petróleo não é acompanhada por descida do preço de venda ao público dos combustíveis.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana