Energia

Gigante energético alemão RWE vai queimar mais carvão

Três centrais vão ser reativadas para produzir energia a partir da queima do carvão
Texto
Mina de carvão RWE em Garzweiller na Alemanha (Foto: Oliver Berg/picture Alliance/GettyImages)
Mina de carvão RWE em Garzweiller na Alemanha (Foto: Oliver Berg/picture Alliance/GettyImages)

Com as reservas de gás natural em risco e o fornecimento russo em vias de deixar de ser uma opção, a Alemanha tem um grave problema energético para resolver já no final deste verão.

RWE, um dos maiores operadores energéticos alemães anunciou que a solução, no imediato, terá de passar por uma maior queima de carvão (será utilizado maioritariamente o lignito, uma espécie de turfa comprimida), para suprimir a necessidade emergente de aquecimento que o rigoroso inverno germânico provoca.

Michael Muller, CEO da RWE em declarações à imprensa norte-americana afirmou que apesar desta decisão “isto não irá alterar a nossa estratégia de sermos neutros em carbono até 2040”.

Greenpeace já veio a público contestar e em nota divulgada afirma que “esta é a forma mais suja e mais poluente de produzir energia”. A associação ambiental de âmbito mundial recorda que o lignito, um tipo de carvão de baixa qualidade e mais “pobre” é muito fraco em termos caloríficos e irá obrigar a uma queima ainda mais maciça para obter energia.

Protestos ambientais contra reativação de minas de carvão (Foto: Bernd Lautner/AFP/GettyImages)

Rússia era o maior fornecedor de petróleo e gás natural à União Europeia, e particularmente à Alemanha, em 2021. Com a invasão e Guerra na Ucrânia e consequentes sanções, o abastecimento de gás natural é neste momento uma das maiores preocupações dos países do centro/leste da Europa, que têm invernos mais rigorosos.

De acordo com a Bloomberg, o plano da RWE irá incluir a reativação de três unidades de produção de energia que recorrem à queima do carvão.

Há poucos dias o chanceler alemão, Olaf Scholz, em declarações reproduzidas pela Reuters, pediu a construção de um gasoduto desde Portugal até à Europa Central e que atravesse Espanha e França, para diminuir a dependência energética de gás russo.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
TAP encomenda dezenas de BMW enquanto recebe dinheiro do estado
Benfica vs PSG condiciona trânsito em Lisboa. Vê aqui tudo
Comboio de alta velocidade a hidrogénio arranca em Espanha em 2023