Energia

Unidade-piloto de purificação de lítio vai nascer em Portugal em 2022

Acordo entre Bondalti e Reed Advanced Materials vai construir fábrica com capacidade para produzir 25 mil toneladas de lítio por ano
Texto
Bondalti investe em lítio
Bondalti investe em lítio

A Bondalti, empresa portuguesa da indústria química vai aposta no lítio, em 2022, com a construção de uma fábrica piloto em Estarreja. O projeto é o resultado de um acordo de 18 meses, no valor de quatro milhões de euros, estabelecido com a empresa australiana Reed Advanced Materials (RAM).

A unidade-piloto, que será construída em Estarreja, no distrito de Aveiro, no segundo semestre de 2022 e que tem data de conclusão de 30 de junho de 2023, usará o processo da RAM para purificar cloreto de lítio e deverá vir a produzir 25 mil toneladas por ano.

A fábrica, que terá um custo estimado de quatro milhões de euros, será a primeira a produzir hidróxido e carbonato de lítio com qualidade para ser usado produção de baterias. Como tal, inicialmente, será estudada a viabilidade do processo.

De acordo com o comunicado, caso o projeto tenha resultados positivos, poderá ser estabelecida uma joint venture e a RAM cederá uma licença para se continuar a utilizar o seu processo de purificação.

(Fotos: captura e Unsplash)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco