Energia

Transição energética nos Estados Unidos em risco por falta de trabalhadores

Falta de mão de obra qualificada nos Estados Unidos obriga empresas de energia solar, eólica e veículos elétricos a inovar na hora de contratar
Texto
Instalação de painéis solares (foto: Reed Saxon/AP)
Instalação de painéis solares (foto: Reed Saxon/AP)

Os Estados Unidos são um dos vários países do mundo focados em impulsionar a transição energética, afastando-se dos combustíveis fosseis. Mas a aposta nas energias renováveis e na mobilidade elétrica pode estar em causa por falta de mão de obra.

A administração Biden aprovou, em 2022, a Lei da Redução da Inflação que alocou 370 mil milhões de dólares (344 mil milhões de euros) em subsídios para projetos solares, eólicos e na mobilidade elétrica. Estes investimentos irão criar cerca de 537 mil empregos por ano nos Estados Unidos, prevê uma análise da BW Resarch, citada pela Reuters.

Baterias para veículos elétricos - AWAY
Montagem de baterias para veículos elétricos (Sean Rayford/AP)

As empresas querem avançar com projetos na área, mas receiam que não vão conseguir ocupar as vagas de trabalho, uma vez que o país está com uma das menores taxas de desemprego de sempre, a rondar os 3,5%. Desta forma, poderá haver um atraso na transição para as energias limpas.

De acordo com a Reuters, as áreas mais afetas pela falta de mão de obra serão a de produção de veículos elétricos e baterias e a de instalação de painéis solares e sistemas domésticos de eficiência energética. As empresas estão a começar a estudar formas de atrair força laboral.

Energia solar - AWAY
Setor da energia solar precisa de mais mão de obra nos EUA (foto: Chris Chesneau/ Pexels)

A coreana SK Innovation, que produz baterias para a Ford, está na Georgia, nos Estados Unidos, e conta ter de aumentar em cinco vezes o número de funcionários até 2025, quando precisará de 20 mil pessoas.

Para tal, está a oferecer melhores salários do que a média do estado, assim como algumas vantagens, como seguro de saúde gratuito e comida de graça nas instalações.

Já no ramo da energia solar, a SunPower está a pôr a hipótese de adquirir empresas para poder ficar com os trabalhadores. Estão também a pensar desenvolver um painel solar que seja mais fácil de instalar para poder dar resposta a todos os pedidos.

Energia eólica - AWAY
Energia eólica deverá crescer nos EUA (foto: Unsplash)

A Orsted, empresa de energia eólica offshore da Dinamarca com projetos na costa este, vai trazer funcionários da Ásia e da Europa para darem formação aos funcionários americanos.

Outra política que várias empresas têm adotado é a de oferecer programas de treino gratuitos a militares veteranos, mulheres e ex-presidiários, algo que tem dado fruto e que tem permitido ocupar algumas das vagas em aberto.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa