Energia

Preço dos combustíveis a aumentar já afeta diversos bens, sobretudo alimentares

Estudo do INE mostra que aumento dos preços de combustíveis implicou aumento de 0,3% no valor final de bens de consumo
Texto
Preço de bens influenciado por preço dos combustíveis
Preço de bens influenciado por preço dos combustíveis

O aumento do preço dos combustíveis que tem ocorrido nos últimos meses tem provocado uma subida de preços em diversos bens, sobretudo nos alimentares, que se tem tornado notória desde abril. Esta tendência foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no destaque relativo ao Índice de Preços no Consumidor (IPC), de novembro.

Em novembro deste ano, o aumento de custo de produção de bens, especialmente alimentares, provocado pela subido do preço dos combustíveis e da eletricidade, implicou um aumento de 0,3% do valor final dos bens de consumo.

De acordo com o INE, a subida do preço dos combustíveis (que se tem notado bastante nos automóveis - ver aqui) e da eletricidade tem impacto nos custos de produção e de transporte, o que se traduz no aumento do valor de produção do produto. Geralmente, o consumidor final não sente o impacto, uma vez que os retalhistas diluem este aumento nas suas margens de lucro.

O instituto estatístico alerta o aumento dos preços dos combustíveis e eletricidade tem sido sentido um pouco por toda a União Europeia, ainda que com impacto distintos de país para país, algo que tem que ver com vários fatores, como os impostos praticados.

 

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Governo recomenda baixar a velocidade máxima para os 100 km/h
Dinamarca está a substituir comboios Diesel por elétricos
Itália tem primeira residência para estudantes alimentada a hidrogénio